Vigilância Epidemiológica esclarece sobre a febre amarela em Brusque

Com o intuito de sanar as dúvidas da população, a Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, esclarece que até o momento não foram registrados casos suspeitos ou confirmados de febre amarela no município. Nesse sentido, a coordenadora do órgão, Natália Cabral Marchi, ressalta que não há motivo para que os cidadãos busquem a vacinação, visto que não há evidência de circulação ativa do vírus da febre amarela e Brusque não integra área de recomendação da vacina. “Não há necessidade de apavoramento da população”, frisa Natália.

De acordo com o Ministério da Saúde, neste momento, a população alvo indicada para vacinação contra a febre amarela são crianças a partir de nove meses de idade e pessoas com até 59 anos de idade. Os munícipes que viajarão para regiões nacionais ou internacionais com transmissão ativa da febre amarela devem se imunizar com, pelo menos, dez dias de antecedência. Gestantes e idosos acima de 60 anos, só serão vacinados mediante autorização médica por escrito.
Para os cidadãos que precisarem se vacinar em Brusque, o procedimento ocorre na Unidade Básica de Saúde Central, no piso térreo do Centro de Serviços em Saúde de Brusque, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. No período matutino são entregues senhas até as 11h, e à tarde, até as 16h. A vacina é contraindicada para as pessoas que possuem alergia ao ovo.

Natália destaca ainda que, todos os municípios vizinhos possuem suas doses de vacina, portanto os moradores dessas cidades devem procurar o procedimento em seus municípios de origem.

O que é a febre amarela
É uma doença infecciosa aguda, de curta duração (no máximo 10 dias), causada pelo vírus da febre amarela, transmitida pelos mosquitos vetores Haenagogus e Sabethes. Os sintomas são febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômitos, dores no corpo, hemorragia (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina), icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos).

Deixe sua opinião