Vice Presidente do Flamengo é preso pela PF

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal cumpriram um mandado de prisão contra o vice-presidente do Flamengo, Flávio Godinho, por volta de 6h30 desta quinta-feira, no Rio de Janeiro.  A busca faz parte da Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato. A diretoria do Rubro-Negro se pronunciou sobre o caso no fim da manhã e anunciou que o presidente Eduardo Bandeira de Mello acumulará funções.

Flávio Godinho participa diretamente das negociações do Flamengo com reforços. Mas o acerto com o colombiano Orlando Berrío, atacante do Atlético Nacional, não deve ser problema. Rodrigo Caetano, gerente de futebol, é quem conduz essa negociação.

Em setembro passado, a PF já procedera uma operação de busca e apreensão de documentos em sua casa no Jardim Pernambuco, no Leblon. A residência, aliás, na rua embaixador Graça Aranha, é avaliada em R$ 30 milhões.

Enquanto esteve com Eike, Godinho foi sócio do ex-bilionário em diversas offshores. E era quem negociava em nome do chefe vários acordos e repasses a políticos.

Deixe sua opinião