Unimed Brusque e EEF Pe Luiz Gonzaga Steiner participam do 6º Encontro Estadual do Programa Cooperjovem

A sexta edição do Encontro Estadual do Programa Cooperjovem, realizado pelo SESCOOP/SC (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Santa Catarina), reuniu mais de 230 pessoas em Florianópolis nos dias 4, 5 e 6 de abril. Professores de 84 escolas e coordenadores de 24 cooperativas, que fazem parte do Programa em 2018, acompanharam a programação do evento criada a partir do tema “Educando para a Cooperação”. Esta edição contou com a presença da Unimed Brusque e de professores da Escola de Ensino Fundamental Pe Luiz Gonzaga Steiner

A abertura do Encontro foi marcada pelo lançamento do livro “Boas Práticas de Educação Cooperativa”. “É um momento muito importante para nós, de reconhecimento às práticas desenvolvidas nas escolas. Também é momento de reconhecer o empenho das cooperativas e dos seus dirigentes, que apoiam o Programa para a difusão da cultura da cooperação aos jovens, futuro do cooperativismo”, comentou o presidente do Sistema OCESC, Luiz Vicente Suzin.

O livro, primeiro do SESCOOP/SC a ser catalogado na Biblioteca Nacional, reúne a descrição de 27 práticas cooperativas realizadas em 27 escolas, com o apoio de 14 cooperativas, que se destacaram em 2017.

O segundo dia do Encontro contou com a palestra “A escola que encanta e transforma vidas”, seguida de oficina temática, de Max Haetinger, e com a palestra “Cooperação, Cidadania e Educação”, de Júlio César Furtado dos Santos. À noite, os participantes compareceram ao Baile de Danças Circulares, conduzido por Renata Carvalho Lima Ramos. O último dia foi de sensibilização para a Coopa de Futebol Cooperativo 2018, realizada pelo Projeto Cooperação, com participação especial de Cláudio Thebas.

Para a coordenadora da área de Responsabilidade Social da Unimed Brusque, Camile Rebeca Bruns, o encontro foi muito interessante para a cooperativa, que iniciou no Cooperjovem em 2017 com a escola municipal Padre Luiz Gonzaga Steiner. “Foi um evento muito bom, onde tivemos a oportunidade de estar com palestrantes renomados que falaram sobre educação pela cooperação, além de possibilitar trocas de experiências e proximidade com outras escolas que desenvolvem o programa e já têm grande caminhada. Com certeza foram momentos de integração e inspiração para todos nós”, ressaltou.

A professora Adriana Vanelli também classificou o encontro como de suma importância para o projeto que está sendo desenvolvido na escola. “Sem dúvida é uma honra estar participando de um evento como esse. É um momento único, de muita aprendizagem e de refletirmos sobre a educação que queremos para os nossos estudantes. O Cooperjovem veio para nos mostrar que é possível formar cidadãos numa educação mais humana e cooperativa”, destacou.

A mesma opinião é compartilhada pela coordenadora pedagógica da escola, Viviana de Souza Pavesi. “Se a educação é feita de encontros, posso dizer que o encontro com o Programa CooperJovem foi sem dúvida um dos melhores que tive na minha caminhada na educação. Me faltam palavras hoje para descrever o que estou sentindo neste  momento… A emoção toma conta e a esperança nos impulsiona rumo a uma nova forma de olhar para todo o trabalho realizado em nossa escola. Saio desta formação com a certeza de que é possível fazer uma educação diferente. Só tenho a agradecer a oportunidade e sem dúvida  fica o compromisso de transpor todo conhecimento para a prática e construir junto de nossos colegas uma grande equipe em prol da Educação”.

Para a professora Antônia Claudineia Alves Pinheiro, o encontro foi enriquecedor e trouxe um orgulho pessoal em poder fazer parte de todo esse projeto. “O Cooperjovem nos faz refletir como éramos antes e nos prepara para um futuro promissor. Estamos no caminho certo”, avaliou.

O Cooperjovem é adotado em 53 municípios catarinenses, em escolas municipais e estaduais, realizado com o apoio de mais de 500 professores, e atinge mais de 28 mil alunos da educação fundamental e infantil.

Projeto na escola

A primeira etapa do programa, realizada ao longo de 2017, ofereceu aos professores da EEF Pe Luiz Gonzaga Steiner capacitações e orientações para maior entendimento do programa, de como trabalhar a educação para a cooperação. Foram realizadas três formações, com cinco professores da escola, que repassaram posteriormente os conteúdos para os demais educadores, além da sensibilização que foi feita em todo o educandário. Com isso eles desenvolveram uma pesquisa para identificar de fato os problemas da unidade escolar, que influenciam no ensino-aprendizagem e criaram o Projeto Educacional Cooperativo (PEC) que será colocado em prática agora em 2018.

O PEC consiste em planos de ações coletivas de intervenção na realidade, que usam a metodologia de projetos. Chamado “Vem-Ser Juntos”, o PEC da EEF Pe. Luiz Gonzaga Steiner pretende transformar a escola em um espaço cooperativo, comprometida com valores democráticos, éticos e de cooperação, para formar cidadãos preocupados com o bem comum e com a cidadania.

A escolha da escola foi feita através de indicação da Secretaria Municipal de Educação, já que a unidade de ensino havia trabalhado ações de cooperação em outras oportunidades. O programa irá contemplar alunos do ensino fundamental, do primeiro ao nono ano. O projeto é pioneiro na cidade e a Unimed Brusque foi a primeira cooperativa de trabalho médico de Santa Catarina a participar do Cooperjovem.

Deixe sua opinião