UNIFEBE promoveu Natal Solidário

Em meio a tantas dificuldades, um momento para esquecer os problemas e alimentar a esperança em um amanhã melhor. Assim foi o 14º Natal Solidário UNIFEBE realizado nesta quinta-feira, 1º de dezembro, às 9 e às 14h30. A entrega dos presentes, entre os padrinhos e as 768 crianças carentes de Brusque e região, foi muito além dos brinquedos e das lembrancinhas. Entre abraços e sorrisos, a emoção tomou conta do Átrio do Bloco A do Campus Santa Terezinha, inundando a todos com o verdadeiro significado do Natal.
Segundo o reitor Günther Lother Pertschy contar a participação da comunidade no evento e com o apoio de empresários para a realização de mais uma edição, representa a credibilidade que o Natal Solidário conquistou ao longo dos anos. “A UNIFEBE realizou tantas coisas, recebeu tanto reconhecimento e avançou muito, mas um dos dias mais esperados é o Natal Solidário. Sentir a emoção em um dia como esse, a alegria de crianças e perceber que ali é o futuro de um país emociona. Apesar de tantos desafios, aqui nós temos a esperança que tudo possa ser diferente. É uma grande oportunidade”, afirma.
Para a pequena Raika Venske Tarter (7), da Escola João Bayer Sobrinho de Nova Trento, receber o presente é importante, afinal, qual criança não gosta de brincar, mas o significado da data vai muito além dos brinquedos. “Eu gosto muito do Natal porque é o aniversário do menino Jesus. A gente pode dar para ele de presente o que está dentro do coração”, conta.
Para a madrinha Morgana Fuchs, muito mais do que fazer a diferença no dia de uma criança, o Natal Solidário UNIFEBE também faz a diferença na vida dos padrinhos. “O maior presente é para nós mesmos em poder ajudar e fazer o outro feliz. Isso conforta o nosso coração e faz que nos tornemos pessoas muito”, afirma.
Segundo coordenadora da Clínica Uni Duni Tê mantida pela Apae, Valdete Battisti Archer, foi muito bom participar do evento. “É o nosso primeiro ano. Ficamos muito contentes com o convite da UNIFEBE, pois é muito importante essa parceria da universidade com a APAE. O brinquedo é o nosso instrumento de trabalho para favorecer o desenvolvimento de cada um. Aliar a magia do Natal com a oportunidade das nossas crianças se integrarem com outras escolas e ter o momento de alegria de receber um brinquedo, para depois em casa desfrutar dele com a família é uma troca linda e calorosa”, declara.natal4-2 natal-2

Deixe sua opinião