UNIFEBE promove seminário dos 150 anos de Imigração Polonesa para o Brasil

Com tradição de emigrar há séculos, a Polônia encontrou no Brasil um bom lugar para criar laços. Brusque, especialmente, se tornou a casa deste povo. Com o objetivo de apresentar porque o município é intitulado como o berço da imigração polonesa e porque Sebastião Edmundo Woś Saporski é considerado o pai da imigração no Brasil, a UNIFEBE promove o VII Seminário Temático do Programa História e Memória Regional — “150 anos de Imigração Polonesa para o Brasil”.

O evento, que contará com duas importantes palestras, é promovido pelo Grupo de Pesquisa, História, Memória e Patrimônio Cultural (HiMPaC/UNIFEBE) e será realizado no auditório do Bloco C na sexta-feira, 24 de agosto, às 19h.

A professora Rosemari Glatz, organizadora do seminário, destaca que o polonês é um povo com tradição de emigrar, primeiro em busca de sustento, depois por motivos políticos e/ou econômicos. Segundo ela, os países que receberam o maior número de imigrantes foram os Estados Unidos, a antiga União Soviética, a França, a Alemanha e o Brasil.

— Em agosto de 1869 chegaram em Brusque os primeiros poloneses e ali permaneceram cerca de dois anos, quando transmigraram para o Paraná (PR). Desentendimentos com outros imigrantes e alguns desmandos permitiram que, graças à atuação de dois líderes, um deles, Sebastião Edmundo Woś Saporski, os imigrantes transmigrassem e alcançassem a fronteira do Estado vizinho, onde os poloneses de Brusque deram início à imigração polonesa que, mais tarde, deslanchou no processo imigratório polaco — explica.

Rosemari destaca que Brusque continua abrigando uma pequena colônia de descendentes poloneses e que o mês de agosto deste ano marca o início da contagem regressiva das comemorações de 150 anos de imigração polonesa para o Brasil, a ser festejado em 2019. Informações sobre o seminário pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone: 3211-7225.

Programação

24 de agosto, sexta-feira

– 18h30: Recepção

– 19h: Abertura

– 19h15: Palestra 1 “BRUSQUE: Berço da imigração polonesa no Brasil”

Palestrante: Professora Rosemari Glatz, da UNIFEBE

– 19h30: Palestra 2 “Sebastião Edmundo Woś Saporski – Pai da Imigração Polonesa no Brasil”

Palestrante: Professora Mari Ines Piekas, de Curitiba (PR)

Legenda: Sebastião Edmundo Woś Saporsk

Crédito: Divulgação/Reprodução Internet

Deixe sua opinião