STJ devolve a Ciro Roza condição de ocupar cargo público

Nesta quarta-feira (23) o ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), acatou pedido da defesa do ex-prefeito de Brusque Ciro Marcial Roza e suspendeu decisão da Justiça Federal local. A decisão, do juiz Clenio Schulze, determinava que Ciro  cumprisse pena por condenação improbidade administrativa.

A decisão culminou com a saída de Ciro do cargo de chefe de gabinete da atual gestão no mês de fevereiro.  A decisão do magistrado apontava que o ex-prefeito ficasse sem poder ocupar função pública por cinco anos.

Depois de ter negado recurso pelo Tribunal Regional Federal da 4ª região, em Porto Alegre, a defesa de Ciro entrou com recurso no STJ. Com isso, Roza fica apto novamente para poder ocupar cargo público.

Deixe sua opinião