Sesc/SC anuncia selecionados para circulação de espetáculos e exposições de arte em 2017

Foram escolhidos 15 projetos culturais para percorrer o Estado no EmCenaCatarina, Circuito Sesc de Música, Baú de Histórias e Rede Sesc de Galerias

O Sesc, um dos principais fomentadores de cultura de Santa Catarina, divulga os projetos artísticos selecionados para os circuitos estaduais de espetáculos e exposições temporárias nas galerias da Instituição, que serão levados gratuitamente a todas as regiões em 2017. Para o EmCenaCatarina, Circuito Sesc de Música e Baú de Histórias, a seleção ocorreu via a Plataforma IDCult/Sesc, que recebeu um grande número de propostas culturais, entre os meses de outubro e novembro de 2016. Os projetos inscritos compõem ainda um banco de dados, que é consultado pelo Sesc, para a elaboração da programação de Cultura mensal das Unidades no Estado. Já a seleção para a Rede Sesc de Galerias, ocorreu por meio de regulamento específico aberto entre 19 de dezembro a 25 de janeiro.

No total, foram selecionados 15 projetos culturais: nove espetáculos e seis exposições de arte. Ao longo deste ano, o EmCenaCatarina, Circuito Sesc de Música e Baú de Histórias promovem um total de 408 apresentações gratuitas, em formato de mostras, acompanhadas por debates com os artistas, sobre temáticas relacionadas ao processo de criação dos trabalhos e questões abordadas nos espetáculos. Os circuitos possibilitam anualmente que a população de mais de 30 cidades catarinenses tenha acesso a espetáculos de qualidade e notoriedade. Trabalhos que muitas vezes não chegariam a suas localidades sem a ação do Sesc.

Para o EmCenaCatarina, maior programa de circulação de espetáculos de artes cênicas do Estado, foram selecionados três projetos: o espetáculo teatral “A Luva e a Pedra” do Grupo Teatro em Trâmite (Florianópolis/SC); o espetáculo de dança contemporânea “Recluso”, de Diogo Vaz Franco (Florianópolis/SC); e a performance em dança “O pior de mim”, de Mônica Siedler (Florianópolis/SC). As apresentações gratuitas acontecem em 25 cidades, de 03 de abril a 08 de agosto. Há 17 anos na estrada, o projeto é uma referência nessa área e foi fundamental para o crescimento e projeção de muitos dos mais importantes artistas de teatro, circo e dança do Estado, desenvolvendo e ampliando o mercado, bem como valorizando a produção local.


A Luva e a Pedra

Em 2017, Circuito Sesc de Música completa 15 anos, mapeando o que há de melhor e mais contemporâneo nesta linguagem em Santa Catarina, com o intuito de identificar sonoridades, incentivar artistas e difundir a produção musical catarinense, além de promover o acesso da população a shows e concertos que dificilmente chegariam às localidades atendidas. Neste ano, foram contemplados os shows “Raiz Forte”, de Ana Paula da Silva, de Joinville; e “Miragem – Performance de Música Eletrônica Orgânica”, de Diogo de Haro, de Florianópolis. Para dar mais espaço e visibilidade aos artistas locais, haverá ainda um terceiro projeto, que será escolhido pela Unidade Sesc de cada cidade, como representante regional da música. Em formato de minifestivais, a ação chegará a 25 cidades, de 19 de junho a 21 de outubro, com apresentações gratuitas, realizadas em três dias consecutivos.


Ana Paula da Silva

Voltado ao público escolar, o projeto Baú de Histórias apresentará de 13 de março a 13 de outubro, quatro espetáculos de contação de histórias em 33 cidades: “Histórias à Brasileira” – Travessia Arte e Educação, de Vinícius Mazzon (Curitiba/PR), “Cirandinha”, de Nana Toledo (Blumenau/SC), “Bibliobike”, de Camila Miotto (Chapecó/SC), e “Bichos, Cantos e Encantos”, de Toni Edson (Maceió/AL). A seleção das montagens é pautada pela qualidade da contação e relevância literária da proposta. O projeto introduz no cotidiano de Santa Catarina uma arte popular de origens ancestrais, que remonta ao próprio nascimento da sensação do tempo entre os homens, quando a fala passou a ter o poder de tornar presentes fatos que ocorreram num passado distante e que, sem o contar de sua história, estariam perdidos na neblina do esquecido.


Histórias à Brasileira

A Rede Sesc de Galerias, projeto de difusão da produção artística visual do Estado, recebeu 38 propostas de exposições, de acordo com o regulamento. Destes, a curadoria selecionou seis projetos para mostras temporárias nas galerias do Sesc em Itajaí, Joinville, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Lages e São Bento do Sul: “Biblioteca errante”, de Márcia Cardeal (Brusque/SC) para as galerias de Lages e Joaçaba; “Cavalos”, de Giba Duarte (Florianópolis/SC), será exposta em Joaçaba e Itajaí; “Interior”, Coletiva (Diana Chiodelli, Priscila Kolling, Mariana Berta, Sebastião G. Branco, Marcos Walickosky, Gabi Bresola e Tina Merz), para Jaraguá do Sul e São Bento do Sul; “Máquinas de Guerra”, de Rosangela Becker (Criciúma/SC), abrirá em São Bento do Sul e Lages; “Obscena”, de Iam Campigotto (Florianópolis/SC), em Joinville e Itajaí; e “Partilha da Imagem”, de Tirotti (Joinville/SC), em Joinville e Jaraguá do Sul.

Mais informações: www.sesc-sc.com.br

Deixe sua opinião