“SEM A CURA PELA VERDADE NÃO HÁ TRANSMUTAÇÃO”, AFIRMA ASTRÓLOGA

Todos os números posteriores ao nove são montagens ou combinações, destaca a astróloga Benilde Boaventura Pereira, de Curitiba (PR), que falou com exclusividade ao site do EM FOCO REGIONAL sobre a passagem do ano 2016 para 2017. Segundo ela, o ano 2016 é um ano nove (2 + 0 + 1 + 6 = 9), “regido pelo grande ciclo do Sol” e foi marcado pelo fechamento de ciclos.

“Para a Natureza, o fechamento de ciclos é coisa bela, honrada”, disse Benilde. “Para a cultura humana, traz qualidades ou sofrimentos. Usamos o calendário gregoriano – político, religioso, comercial. Não dá mais para continuar desta forma, pois o planeta vai cobrar que a humanidade se reorganize para aquela que era a proposta original. Muitos seres que estavam prontos em sua encarnação, foram chamados pela Fraternidade Branca para trabalhar nesta ascensão de Gaia (Terra)”.Benilde é psicóloga, astróloga, mestre reiki, terapeuta, professora instrutora de florais.

 

Quando aconteceu estas principais situações?

Quando o Sol entrou em Capricórnio. Saturno, que é o regente de Capricórnio, vai reger o ano de 2017, de 21 de março pra frente.

 

Qual o primeiro momento do ano no qual Saturno ficará ativo?

Quando o Sol entra em Capricórnio. Em 21 de dezembro, o Sol saiu de Sagitário e entrou em Capricórnio, dando início à “hora da contabilidade”, da prestação de contas. Foi a primeira amostra do que será o ano que vem. Em termos astrológicos e de energia, 2017 é um ano de recomeços.

 

Recomeço a partir de onde?

Pode ser recomeço a partir de algo por terminar, colar cacos e fazer um outro sentido para as mesmas coisas. Reconstituir algo ou começar de novo. Não tem como começar do zero, até porque se a gente acredita que tivemos outras encarnações, o zero seria o ovo cósmico, de onde começou tudo. Do que já estava feito, às vezes não sobra nada. Por isso, é preciso fazer de novo.

 

O que esperar de 2017?

Do ponto de vista da Fraternidade Branca, 2017 será um ano azul. Porque o raio azul é o primeiro raio e o seu propósito é “prestar serviços”. Quem não está a serviço nem de si nem do outro, ou se desviou por razões conhecidas ou não, será chamado a se definir: ou desencarna ou muda alguma coisa ou começa a pagar “tributos”. Se você usa o livre arbítrio e fica, começa a pagar os tributos – que são aquilo que você acumulou: ganância, medo, descuido com o corpo, desrespeito para com a Natureza… É uma lei cósmica de ação e reação, não se trata de punição.

 

Como será 2017 em relação a 2016?

O ano de 2017 será mais lento. Saturno é o executivo do Sistema Solar. Ele é “devagar e sempre”, não julga mas não dá nenhuma outra chance. Saturno entende que o que está para ser executado foi você quem disponibilizou, inconscientemente ou não. Todos estão prontos para alguma coisa, e esta alguma coisa será feita.

 

2017 será melhor do que 2016?

O ano de 2016 revelou o que estava escondido. Se ninguém o fizesse, a vida o faria. Melhor ou pior são conceitos. Foi muito bom para alguns, foi péssimo para outros. Achoque foi feito o que era necessário no mundo inteiro. Aceitar o necessário como uma coisa boa é uma questão de consciência. Porque se você fica de “fiscal” do outro não vai mudar a vida do outro, que vai tentar se defender. E você não terá tempo para ver a si mesmo.No corpo físico, temos que cuidar dos ossos e dentes. E os cristais, as pedras. É preciso se tornar consciente.

 

E como fazer para “ver a si mesmo”?

A solução para mudar está em cada um de nós. Cada um tem que cuidar só de si para que o planeta inteiro fique melhor. O que confronta com grandes controvérsias da manipulação das religiões que pregam “prioridade para o outro”. Treinavam as pessoas para que se ocupassem dos outros para não descobrir seu poder pessoal através da Astrologia, por exemplo. A Astrologia trata da essência do ser, foi banida da Igreja porque dava grande poder para a humanidade. Os grandes núcleos das Igrejas usaram Astrologia e consultaram outros oráculos (cartas, magia do tarô) porque são ferramentas de conexão com esta energia que traz a verdade absoluta antes de ser contaminada com pareceres humanos.Sem a cura pela verdade não há transmutação, liberação, alquimia…

Quando núcleos religiosos foram constituídos e criaram jogos de poder que alimentaram as guerras, o que não interessava foi removido. Inclusive da Bíblia, que foi escrita, reescrita… Como diz o Trigueirinho, você tem que acessar a biblioteca akáshica – a grande fonte – e fazer contato com este saber cósmico e não com o saber acadêmico. Este centro, no ser humano, está atrás do chakra cardíaco, em torno do timo. Não é o timo que tem o registro, mas com o alinhamento, com a vibração desse ponto, você realinha o antakarana – o fio que liga o espírito à matéria – com reiki, florais, expansores e o conhecimento – a informação ressonando na sua essência e permnitindo uma nova forma.

 

2017 será o “ano da revisão”?

Ano que vem será um grande ano azul, um ano de revisão. Rei Arthur é um dos indivíduos mais conhecidos da Fraternidade Branca. Ele e seus companheiros tinham que desenvolver dentro de si o prestador de serviços que melhorava o todo. Serviço prestado que você faz e alguém te remunera, com consciência, entrega, permissão e gratidão ao auto sustento. Ideal seriam pais mais conscientes, menos seres encarnando, e os que estão aqui se assumir neste reprocesso. De 2017 a 2024 deveremos ter mais humanos conscientes do que inconscientes no planeta. Caso contrário, irá acontecer a grande expurgação – não sei em que formato. De algum modo vai acontecer. Quem já está preparado para trabalhar em outros níveis de consciência, não tem nenhuma preocupação. E não tem medo – esse medo básico animal.

 

O que é a Fraternidade Branca?

Fraternidade Branca são seres ascensionados que trabalham no processo de evolução da Terra e da humanidade. Dentre seus membros mais conhecidos está Saint Germain, que trouxe em 1954 as âncoras para preparar a Era de Aquário. A partir disso, passou a utilizar a Chama Violeta, ferramenta de transmutação de mudança e de liberdade para acessar outros níveis de consciência.

 

PSICÓLOGA DESTACA IMPORTÂNCIA DE “NOVOS COMEÇOS”

 

A psicóloga JeanineWandratsch Adami, colaboradora do EM FOCO, destaca a importância dos “Novos Começos”. Para ela, “mudar é desfazer ilusões sobre nós mesmos e os demais. Quando aceitamos a mudança, ela catalisa nossa vida, amplia nosso conhecimento e faz com que nossa perspectiva passe do medo à afirmação da vida”.

A mudança, segundo Jeanine, “anuncia-se com um nascimento, uma morte, um emprego, um sucesso ou fracasso, sem aviso prévio, muitas vezes. Somos participantes de um mundo que influenciamos mediante a escolha que fazemos. A evolução nos obriga pela vontade ou pela força, a aceitar isso”.

“A energia tem que ser transformada e reformada”, destaca. “Quando morremos para o que é velho, criamos um lugar vazio para o novo, onde reside o potencial para todas as coisas. Inicia-se o processo de integração. Como uma alquimia, o novo se torna uno com o ser total. Dê boas-vindas ao novo. Transforme-se!”.

Deixe sua opinião