SC JÁ CONFIRMA 305 CASOS DE DENGUE

Boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) na segunda-feira, 2, informa que, de janeiro de 2015 até o momento foram confirmados 305 casos de dengue em Santa Catarina. Deste total, 236 são autóctones (transmissão dentro do Estado), 32 importados (transmissão fora do Estado) e 37 estão em investigação para definir o local de transmissão. Outros 894 casos foram descartados por apresentarem resultado laboratorial negativo para dengue.
Os 236 casos autóctones registrados no Estado tiveram como local de transmissão o município de Itajaí. Itajaí apresenta uma taxa de incidência de 117 casos por 100 mil habitantes. A transmissão está concentrada no Bairro de São Vicente. Medidas de eliminação de focos do mosquito transmissor e assistência aos pacientes com suspeita de dengue devem ser intensificadas.
Como parte do esforço conjunto entre Estado e município no enfrentamento do surto, na semana passada foram capacitados pela Dive 28 novos agentes de controle da dengue em Itajaí. Nesta semana, outros 20 novos agentes serão capacitados em Itajaí, além de 25 de Balneário Camboriú, que foram recém-admitidos.
Também chama a atenção o número de casos importados detectados no Estado. Durante todo o ano de 2014 foram detectados 66 casos importados em SC. Já em 2015, somente nos dois primeiros meses já foram detectados 32 casos importados. O Ministério da Saúde já identificou um aumento de 57% no número de casos de dengue em todo o Brasil, e alertou que é preciso ficar atento e reforçar as ações de prevenção, eliminando criadouros do mosquito Aedes aegypti.
No Estado, até o momento foram identificados 2.062 focos do mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença. Entre os municípios, os que registram o maior número de focos são Chapecó (408), Balneário Camboriú (260), São Miguel do Oeste (210), Itajaí (191), Joinville (170), Xanxerê (109), Xaxim (100), Nova Itaberaba (54), Itapema (52) e Florianópolis (43).
Analisando os dados por Semana Epidemiológica (SE), na SE 3 (18 a 24 de janeiro), foram confirmados 34 casos, dos quais 27 foram considerados autóctones (todos de Itajaí), seis importados de outros estados e um em está em investigação para determinar o local de infecção.
Na Semana Epidemiológica (SE) 4 (25 a 31 de janeiro), 64 casos foram confirmados, dos quais 55 autóctones (todos de Itajaí), sete importados e dois estão em investigação. Outros quatro aguardam resultado laboratorial e 138 foram descartados.
Na SE 05 (1º a 7 de fevereiro), 82 casos foram confirmados, sendo 56 autóctones (todos de Itajaí), sete importados e 19 confirmados estão em investigação. Outros 45 aguardam resultado laboratorial e 293 foram descartados.
Na SE 6 (8 a 14 de fevereiro), 68 casos foram confirmados, sendo 56 autóctones, seis importados e seis em investigação para determinação do local de infecção. Outros 118 exames aguardam resultado laboratorial e 207 foram descartados.

Na SE 7 (15 a 21 de fevereiro), 36 casos foram confirmados, sendo 26 autóctones, dois importados e oito em investigação para determinação do local de infecção. Outros 132 exames aguardam resultado laboratorial e 123 foram descartados.

Deixe sua opinião