Santa Catarina fecha 2017 com 981 homicídios dolosos

Números divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), mostram que em Santa Catarina 148 municípios o índice de homicídios foi zero em 2017.  Em outras 147 cidades houve registro de assassinatos, sendo que em 59 delas ocorreu um homicídio, um percentual de 50,6%.

De acordo com o relatório organizado pela Diretoria de Inteligência e Informação (DINI), através da Gerência de Estatística e Análise Criminal (GEAC) da SSP, ocorreram em 2017, em números absolutos, 981 homicídios dolosos contra 894 em 2016, um incremento de 9.7% em relação ao ano passado. Os números são relativos ao período de 1º de janeiro a 31 de dezembro.

Veja aqui os homicídios de 2017

A taxa 100 de homicídios fechou 2017 com 14 mortes por grupo de 100 mil habitantes, e embora configure nível de problema não pode ser considerada alarmante. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas) até 10 configura normalidade, entre 10 e 20, problema e acima de 20, endêmico. A estatísticas também registram que 70,1% das vítimas possuíam antecedentes policiais e 73,9% dos autores tinham passagem policial.

De acordo com o Secretário César Augusto Grubba, “é inegável que a criminalidade está cada vez mais audaciosa e isso é inquietante. Temos enfrentado a criminalidade com políticas públicas, em conjunto com a sociedade”. O secretário destacou que de 2011 até hoje foram nomeados 9.344 servidores para a Segurança Pública.

No que se refere as ações da Polícia Judiciária têm sido intensificada a produção de conhecimentos na área da inteligência a fim de bem subsidiar inquéritos policiais e demais investigações em curso com foco no crime organizado e suas derivações.

Especificamente sobre o combate às facções criminosas a Segurança Pública tem atuado com força e determinação. Em abril de 2016, por exemplo, foram cumpridos 115 mandados de prisão na maior operação contra uma facção criminosa de São Paulo que atua em Santa Catarina. As facções também agem a partir do sistema prisional, por isso é fundamental o trabalho de compartilhamento de informações com a Secretaria de Justiça e Cidadania.

Ainda segundo o secretário “o quadro geral em Santa Catarina apresenta números bem distanciados da realidade nacional, o que tem colocado nosso Estado em permanente condição de destaque”. Desde o início do segundo mandado do Governo Raimundo Colombo, Santa Catarina têm se  preservado no final da tabela, com o melhor índice dentre os Estados da Federação, destaca o titular da SSP.

Roubos registram redução

Números oficiais da DINI mostram redução no número de roubos no comparativo entre 2016 e 2017. No ano passado, no período de 1° de janeiro a 31 de dezembro, foram registrados em Santa Catarina 18.845 ocorrências de roubo contra 16.503 no mesmo período este ano, uma redução de 12,4%.

Veja aqui os roubos em 2017

Deixe sua opinião