SAMAE REGISTRA FALTA DE ÁGUA EM ALGUNS BAIRROS

Cedrinho, Cedro Alto, Ribeirão do Mafra e Rio Branco estão com o abastecimento comprometido

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto – SAMAE informa que em função da elevação do nível do rio, a Casa de Bombas do bairro Rio Branco será desligada às 17 horas desta quinta-feira, 22 de outubro. A medida afetará o abastecimento de água no bairro. A previsão é que a Casa de Bombas seja religada amanhã, sexta-feira, quando o nível do rio baixar e após a manutenção dos equipamentos.

“Trabalhamos no início da noite de quarta-feira e durante toda madrugada com a produção normal, sempre atentos, porque temos um limite, neste caso é quando as águas adentram ao compartimento aonde estão localizadas as moto-bombas. Quando está na eminência de entrar água nos compartimentos, temos que içar as moto-bombas, como é o caso do bairro Rio Branco. Por isso somos obrigados a paralisar aquela casa de bombas”, ressalta o diretor-presidente do SAMAE, Roberto Bolognini.
O SAMAE tem instalado tanto na captação, quanto na estação de tratamento, um grupo de geradores, que mesmo na falta de energia, permite que a produção continue normalmente. “Nosso limitador seriam as águas do rio atingirem as casas de bombas ou quando a turbidez da água atingir níveis elevados, que impossibilitem o tratamento. Durante a madrugada a turbidez chegou próximo a cinco mil unidades. É muito difícil tratar água tão suja. Mesmo assim, usamos alguns recursos que temos, como polímeros e lavamos os filtros com mais frequência, tudo para manter o abastecimento e dar tranquilidade aos moradores. Hoje durante o dia a turbidez voltou a 2.300, que não é o ideal, mas é mais fácil de trabalhar”, enfatiza.
SISTEMA INOPERANTE
O Sistema Isolado de Tratamento localizado no Ribeirão do Mafra encontra-se inoperante desde o período da manhã desta quinta-feira, por conta do alto nível de turbidez da água. Em função disso, o SAMAE registra falta de água nos bairros Cedrinho, Cedro Alto e Ribeirão do Mafra.

“No interior da cidade temos seis estações, nos bairros Dom Joaquim, Santa Luzia, Limeira, Volta Grande, Ribeirão do Mafra e Zantão que têm sistemas diversos de tratamento de água. Todos têm os seus limitadores relacionados com a turbidez. Deslocamos equipes para todos estes sistemas isolados, a fim de manter o funcionamento dos mesmos, além da estação central. Esperamos restabelecer o abastecimento nos bairros Cedrinho, Cedro Alto e Ribeirão do Mafra tão logo o nível de turbidez diminua”, complementa Bolognini.

Deixe sua opinião