Saiba quais são os componentes do leite materno

O ato da amamentação possibilita, desde o início da vida dos filhos, um vínculo entre a mãe e o bebê. Além disso, é uma ação fundamental para a saúde dos primeiros meses de vida da criança, com influência, inclusive, na juventude e vida adulta. A quantidade de leite é demandada pelo próprio bebê. Quanto mais solicitar, mais será produzido pelo corpo da mãe.

Até os seis meses, o bebê não precisa de nenhum outro alimento (chá, suco, água ou outro leite). O leite materno é rico em anticorpos, protegendo a criança de muitas doenças, como diarreia, infecções respiratórias e alergias, além de diminuir o risco de hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade. “O leite apresenta a quantidade ideal de água, proteínas, carboidratos, lipídios, vitaminas e sais minerais, além de ser rico em fatores de proteção e de crescimento epidérmico”, explica a médica Rita de Fátima Pinto, especialista em neonatologia.

As substâncias transmitidas pelo leite, logo nos primeiros dias de amamentação, são como vacinas, imunização para o desenvolvimento saudável. Logo, a dieta da mãe está diretamente relacionada à qualidade da amamentação.

Armazenamento

A volta ao trabalho depois da licença-maternidade pode ser uma preocupação para as mães. Nos últimos dias do benefício, pode-se começar a guardar leite, estocando no congelador, em pequenas quantidades.

Escolha um frasco de vidro incolor com tampa plástica, lave bem com água e sabão (fervendo depois a tampa e o frasco), deixe escorrer sobre um pano limpo, identifique o recipiente com seu nome, data e hora da coleta. Antes da ordenha, é importante cobrir os cabelos, usar máscara sobre o nariz e a boca, lavar bem as mãos e os braços. As mamas devem ser lavadas apenas com água e, em seguida, secadas com toalha limpa.

Doação

Para manter os componentes físicos, químicos e imunológicos do leite humano que será doado, a mãe doadora deve ser saudável e estar também amamentando o próprio filho. “É importante se ater a cuidados com o preparo do frasco e técnica da coleta, além da manutenção da cadeia de frio no domicílio, transporte e conservação no banco de leite”, ressalta Dra. Rita.

Todo material coletado nos bancos de leite passa por um rigoroso controle de qualidade, antes de ser distribuído, e é fornecido de acordo com as necessidades de cada criança. Não existe quantidade mínima para fazer a doação. Quem estiver amamentado e quiser doar basta procurar o banco de leite materno mais próximo ou ligar para o Disque Saúde, no número 136.

Deixe sua opinião