Rosemari Glatz é eleita reitora da UNIFEBE com 94% dos votos

Com 94% dos votos, Rosemari Glatz e Sérgio Rubens Fantini foram eleitos reitora e vice-reitor da UNIFEBE.A eleição para definir a nova gestão da Instituição foi na sexta-feira, 30 de novembro, e contou com os votos de professores, colaboradores e acadêmicos.

No dia 9 de abril de 2019 será realizada a posse dos gestores eleitos, quando Günther Lother Pertschy deixa o cargo assumido em 2011 por dois mandatos.

Segundo Rosemari, o resultado foi recebido com muita alegria e orgulho, pois marca o reconhecimento de uma trajetória iniciada há 21 anos.

— Nos últimos anos passamos a focar mais nessa visão de futuro, que seria ocupar o cargo de reitora da Instituição, e nos elegemos com quase 100% dos votos. Agora é uma nova fase, um novo tempo e novas responsabilidades, mas com muito amor no coração, muita fé em Deus e a ajuda de todos, tenho certeza de que vamos fazer uma boa trajetória — destaca a reitora eleita.

Para o vice-reitor eleito, Sérgio Rubens Fantini, a meta agora é transformar em ações todas as ideias e reivindicações recebidas durante a campanha.

— Este resultado representa que conseguimos transmitir nossa intenção de fazer uma gestão bem voltada ao universitário. O índice de aprovação foi um reflexo das conversas que tivemos com colaboradores, professores e acadêmicos como um todo. O desfio agora é tornar isso realidade dentro de uma perspectiva de crescimento e orçamento, que possa ser realizada para atender esses anseios — afirma.

O presidente da Comissão Eleitoral Ademar Kohler destaca que a eleição aconteceu com muita tranquilidade.

 — O processo foi muito dinâmico, prático e calmo. Tivemos a inscrição de apenas uma chapa e pudemos contar com a colaboração de todos para o bom andamento das eleições — explica.

O reitor Pertschy desejou muito sucesso aos gestores eleitos.

— Sabemos que a UNIFEBE será conduzida a partir do próximo por duas pessoas muito comprometidas com a Instituição e estaremos em boas mãos. Com a eleição, consolidamos esse processo.
Encerra-se um ciclo e inicia-se outro agora, de transição. Isso é de extrema importância para a saúde institucional — pontua.

Deixe sua opinião