Roberto Prudêncio Neto (PSD) acumula mais uma derrota no TJ-SC

Sua defesa  pedia que o TJ reconsiderasse a decisão da desembargadora Rosane Portela Wollf, que determinou retorno de José Luiz Cunha, ao comando da prefeitura  depois da decisão da juíza Iolanda Volkmann, da Vara da Fazenda e Serviços Públicos da comarca de Brusque, em favor de Prudêncio Neto.para tentar reverter a eleição indireta e decolvê-lo à cadeira de prefeito. O desembargador João Henrique Blasi, do Grupo de Câmaras de Direito Público do TJ,  não acatou o pedido da defesa de Prudêncio (PSD) acumulando assim mais uma derrota no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC).A decisão foi proferida hoje, segunda-feira (20).

Deixe sua opinião