PSL desponta na intenção de votos dos eleitores catarinenses

Pesquisa realizada a poucos dias do segundo turno indica preferência pelos candidatos do Partido Social Liberal em Santa Catarina aos governos estadual e federal

Faltando poucos dias para a decisão em segundo turno das eleições gerais de 2018, o Instituto Methodus apresenta uma pesquisa de intenção de voto dos catarinenses para o governo de Santa Catarina e para a presidência da República. O estudo, contratado pela candidatura Carlos Moisés da Silva, o comandante Moisés (PSL), aponta uma larga vantagem para ambos os candidatos do PSL, tanto no cenário estadual como no nacional.

Brasil

No primeiro cenário, sem indicação de nomes, o eleitor foi questionado sobre em quem votaria para presidente do Brasil, caso a eleição fosse hoje. As respostas espontâneas indicaram que 67% dos eleitores catarinenses votariam em Jair Bolsonaro (PSL), contra 16,8% daqueles que preferem Fernando Haddad (PT).

Estimulada

Já no cenário estimulado, quando aparecem as opções de nomes dos candidatos, a diferença é levemente maior. Para 69,18% do eleitorado o novo presidente do país deve ser Jair Bolsonaro (PSL), enquanto 17,89% indicam Fernando Haddad (PT). O número de brancos/nulos e indecisos é significativamente menor do que o indicado em pesquisas que antecediam o primeiro turno.

Se considerados apenas os votos válidos, a diferença entre os dois candidatos fica ainda mais expressiva, com 79,45% da preferência de votos para o candidato do PSL, contra 20,55% do petista.

Cenário em Santa Catarina

Para o governo do Estado, num cenário espontâneo, ou seja, sem a indicação de nomes de candidatos, o número de eleitores que não sabem em quem votar ainda é expressivo, chegando a 24,75%. O total daqueles que pretendem anular o voto ou votar em branco também é elevado, representando 10,44% do eleitorado.

Estimulada

Quando são apresentadas ao eleitor as opções de candidatos ao governo de Santa Catarina, o número de indecisos, brancos/nulos diminui, apontando uma maior definição na preferência entre os candidatos que disputam o segundo turno. Comandante Moisés (PSL) aparece na frente com 53,18% das intenções de voto, contra 27,53% de Gelson Merisio (PSD).

Considerando apenas os votos válidos, o candidato do PSL chega a 65,89% das intenções, contra 34,11% do candidato do PSD. Comparando com o cenário nacional, o catarinense Comandante Moisés não consegue alcançar no estado o mesmo patamar de intenção de votos que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). O levantamento demonstra que muitos eleitores apostam num cenário federal, mas acabam migrando a preferência quando se trata do Executivo estadual.

Público pesquisado

Para a realização da pesquisa, mil eleitores foram entrevistados. Desse número, 52,19% são homens e 47,81% mulheres. A maioria com idade entre 45 e 59 anos (24,25%). Sobre a renda familiar, 59,84% dos que responderam a pesquisa recebem até cinco salários mínimos. Em relação à escolaridade, a maioria deles, 70,08% possuem até o ensino médio.

Registro TSE

O levantamento foi realizado entre os dias 18 e 22 de outubro, período em que foram entrevistados mil eleitores. A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos e os resultados obtidos possuem um índice de confiança de 95%. A pesquisa e a análise dos dados foram realizadas pelo Instituto Methodus, e está registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral sob o número SC-02597/2018.

Douglas Rossi / RCN

 

 

 

 

 

Deixe sua opinião