Programa “Viver Mais” realiza primeira edição do “Dia Hiper”

Lizir Benvenutti têm 74 anos e conhece bem os benefícios da Unimed Brusque. Além do controle da pressão arterial e da diabetes, uma equipe da cooperativa leva seus medicamentos em casa todos os meses. Foi assim que ela tomou conhecimento do programa “Viver Mais”, voltado para pessoas acima dos 60 anos que, como ela, convivem com o controle de doenças crônicas.

“Decidi participar porque me preocupo com a saúde. Faço hidroginástica todos os dias, cuido da alimentação, consumo muitas frutas e verduras. E estou aqui em busca de mais conhecimento”, afirma Lizir.

Em funcionamento desde o início de 2019, o programa “Viver Mais” realizou na tarde da última quinta-feira, 18 de abril, a primeira edição do “Dia Hiper”, que contou com a presença da médica nefrologista, Dra. Suellen Dias Rodrigues e da enfermeira Jéssica Gonçalves.

“O objetivo é buscar uma proximidade maior dos clientes Unimed Brusque acima dos 60 anos, que tenham ou não doenças crônicas e que estejam há algum tempo sem realizar exames ou algum controle de saúde”, explica a médica nefrologista, Dra. Suellen Dias Rodrigues.

Segundo ela, através do programa “Viver Mais”, se resgata a prática médica de observar e acompanhar o paciente como um todo, atuando na promoção da saúde e na prevenção de doenças. “Queremos também estabilizar possíveis complicações que podem aparecer no futuro, sobretudo através das doenças crônicas como a hipertensão e diabetes”, salienta.

A doutora esclarece que após os 40 anos, homens e mulheres costumam realizar exames periódicos. Mas, depois de certo tempo sem nenhuma complicação médica, algumas pessoas acabam relaxando neste cuidado e podem descobrir doenças já em estágio avançado. “Queremos que as pessoas acima de 60 anos coloquem os cuidados com a saúde em dia e, pelo menos uma vez por ano, se submetam a uma bateria de exames. Mas, para quem já tem alguma doença crônica, esse acompanhamento pode ser maior e depende de orientação médica. De qualquer forma, a classificação de “idoso” deveria subir um pouco, já que pessoas acima de 60 anos hoje mantém uma vida ativa, buscam hábitos saudáveis e vivem cada vez mais e melhor”, garante Dra. Suellen.

Dia Hiper

A enfermeira do programa “Viver Mais” da Unimed Brusque, Jéssica Gonçalves, conta que mais de 250 beneficiários da cooperativa, acima dos 60 anos, já participam do projeto. Mas o objetivo é que outras pessoas possam se juntar à iniciativa, levando em consideração que existem mais de mil clientes nesta faixa etária.

“O primeiro passo do programa é uma avaliação em consultório, na qual se faz uma coleta de dados para traçar o plano de cuidado individual de cada paciente. Logo depois iniciam os acompanhamentos em grupos com equipe multiprofissional”, explica Jéssica.

De acordo com a enfermeira, dentro do Programa “Viver Mais” existe o “Nutri+”, que promove a reeducação alimentar e a perda de peso. Outra iniciativa é o “Mente Ativa”, destinado para casos de estresse, ansiedade e depressão. Por fim, há o “Equilíbrio” que engloba pacientes com labirintite e vertigem.

“O “Dia Hiper” é composto por oito encontros. O objetivo é trazer informações e conversar com profissionais da área da saúde. Além de médico e enfermeiro, participam nutricionista, psicólogo e educador físico, sempre com este foco de atuar na prevenção e promoção da saúde”, observa Jéssica.

Crédito das fotos: Guédria Motta / Ideia Comunicação

Deixe sua opinião