Presos quatro dos cinco envolvidos na morte do médico em Timbó

As equipes de investigação da Delegacia de Polícia da Comarca de Timbó esclareceram a morte do médico anestesiologista, Cleonildo Aldeman de Oliveira, 64 anos, que desapareceu no dia 16. Ele foi encontrado morto na noite de sexta-feira (22), na localidade de Morro Azul, na divisa com Pomerode.

De acordo com o Delegado de Polícia, Raphael Souza Werling de Oliveira, que coordenou as investigações, o médico foi morto por dois homens e uma mulher, os quais, juntamente com outros dois homens, tinham a intenção inicial de roubá-lo.

Na noite de sexta-feira, 22, três dias após a comunicação do desaparecimento à autoridade policial, foram presos quatro dos cinco envolvidos no crime: dois na cidade de Timbó, um na cidade de Balneário Piçarras (por policiais civis daquela Comarca) e uma mulher na cidade de Guabiruba (pela equipe da DIC de Brusque).

De acordo com o Delegado Raphael Souza Werling de Oliveira,  os criminosos deverão ser indiciados por crimes de latrocínio e ocultação de cadáver. “A vontade e a determinação dos policiais civis fez com que houvesse uma rápida resposta à família e à sociedade timboense, ao passo que, com a prisão dos autores, foi possível descobrir o local exato onde o corpo do médico havia sido ocultado”, observou o Delegado.

 

 

 

 

 

“Colabore com a Polícia Civil. Denuncie 181”

 

Deixe sua opinião