Policiamento Ambiental tem novo comandante

Na tarde de segunda-feira, 20, foi realizada a solenidade de passagem de comando do Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA), em Florianópolis. A cerimônia foi presidida pelo comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Paulo Henrique Hemm. O coronel Walmir Moreira Francisco passou o comando do CPMA para o coronel Adilson Schlickmann Sperfeld.

 

A PMSC desde sua criação, em 05 de maio de 1835, sempre dispensou uma atenção especial aos atos de passagem de comando, por acreditar que este ato, em especial, simboliza mais que uma simples norma, pois perpetua no tempo seus conceitos e tradições, oportunizando expressar o reconhecimento ao oficial que deixa o comando, além de apresentar e desejar as boas-vindas ao oficial que assume o comando.

Estiveram presentes na cerimônia o secretário de Segurança Pública, César Grubba, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Henrique Hemm, dentre outras autoridades civis e militares que abrilhantaram o evento. Durante o evento, também foram realizados outros atos, como a homenagem ao tenente-coronel Jardel Carlito da Silva, que se despediu da Ambiental para assumir o comando do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, além do secretário de Segurança Pública, César Augusto Grubba e ao comandante-geral da PMSC, coronel Paulo Henrique Hemm, colaboradores e incentivadores das causas ambientais.

Finalizando a solenidade, o coronel Walmir Moreira Francisco assinou o pedido para ingressar na reserva remunerada após mais de 30 anos de dedicação à PMSC. É um momento inevitável, mas que traz consigo todas as lembranças, conquistas e recordações.

O coronel Adilson possui em seu currículo diversos cursos na área ambiental e vem trabalhando ao longo dos anos na Polícia Militar Ambiental promovendo a proteção, a fiscalização e a educação ambiental.

Atualmente, a Polícia Militar Ambiental conta com um comando na capital denominado Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA) e 19 unidades espalhadas pelo Estado, trabalhando diuturnamente na defesa do meio ambiente edos recursos naturais, contribuindo com suas ações para o desenvolvimento ecologicamente correto, economicamente viável e socialmente justo na sociedade catarinense.

Deixe sua opinião