Polícia Civil investiga possível contrabando de pedras preciosas

Um mandado de busca e apreensão solicitado pela SIC de Itapema (Setor de Investigação Criminal) e cumprido na tarde desta quinta-feira com apoio da Delegacia de Comarca de Balneário Camboriú terminou com a apreensão de 25 quilos de pedras, aparentemente preciosas (o laudo vai determinar), uma arma calibre .380, uma BMW e uma Harley Davidson. A investigação começou com uma denúncia de extorsão e ameaça, e agora passa a ter um desdobramento de possível contrabando.

Pedras preciosas 1De acordo com o inquérito, G.D.F, de 29 anos, que se apresenta como lutador de jiu-jitsu, cobrava o sogro por suposta dívida numa transação comercial envolvendo imóveis. Na tentativa de receber a quantia, o suspeito passou a exigir a assinatura de uma confissão de dívida. Em janeiro foi à residência da vítima e teria ameaçado sua mãe com uma arma na cabeça.

Pedras preciosas 2  Pedras preciosas 3

Com o mandado de busca expedido, os policiais se deslocaram à casa de G.D.F. nesta quinta-feira e se depararam com 25 quilos de pedras preciosas, esmeraldas, topázio imperial e turmalinas, sem procedência e uma Glock  .380. G.D.F. não soube explicar a origem das pedras (de valor ainda não calculado) e apenas disse que as negociava com outra pessoa. Como não tem registro da arma, foi autuado inicialmente por porte ilegal.

Pedras preciosas 5

O suspeito e o material apreendido (pedras, arma, um veículo BMW e uma motocicleta Harley Davidson) foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal em Itajaí por se tratar de crime contra a ordem econômica, havendo ainda a suspeita de contrabando.

Deixe sua opinião