Pela primeira vez, Comcap vai reaproveitar fantasias descartadas na Passarela Nego Quirido

Este ano a Operação Carnaval teve pelo menos três novidades com materiais reaproveitados

A Companhia Melhoramentos da Capital (Comcap) manteve os serviços de coleta de resíduos sólidos e zeladoria urbana neste Carnaval de Florianópolis com cerca de 500 pessoas mobilizadas, entre 100 auxiliares operacionais e 400 garis e motoristas.

Este ano, aponta o presidente da Comcap, Carlão Martins, houve pelo menos três novidades na Operação Carnaval:

– Os empregados receberam adereços feitos no Museu do Lixo com materiais reaproveitados.

– O Departamento de Valorização de Resíduos pela primeira vez faz triagem das fantasias descartadas na dispersão da Passarela Nego Quirido. De acordo com o gerente Erick Martins, no desfile de sábado, o material foi depositado em caixa especial, separado pela equipe de sustentabilidade ambiental e vai ser reaproveitado na companhia ou doado para blocos ou escolas de interesse social. Do total recolhido, a equipe do Museu do Lixo da Comcap selecionou materiais e acessórios mais nobres como penas e plumas, também mais leves, de modo que ficou para ser reaproveitado em torno de um quarto do volume. Os materiais usados nas fantasias pelas escolas de samba costumam ter baixa qualidade para a reciclagem, explica Erick Martins, porque até o metal das armações é muito misturado a esponjas e colas, dificultando a reciclagem. De modo que, de tudo que foi recolhido, 260 quilos foram de rejeitos e tiveram de ser encaminhados ao aterro sanitário. Nesta terça, no Desfile das Campeãs, será feito o mesmo procedimento e, segundo ele, deve aumentar o volume de fantasias recolhidas.

– A instalação de 20 contentores de grande volume que operam como pontos de entrega voluntária (PEVs) para vidro e outras embalagens (plástico, metal e papel). De acordo com o gerente da Coleta Seletiva, Paulo Pinho, os contentores tem capacidade para uma tonelada cada e apenas um terço está sendo usada ainda. “É uma questão de hábito levar as embalagens até os PEVs, mas já recolhemos 1,2 mil quilos nestes dias de Carnaval”, informa Pinho. Mil quilos de vidro e 200 quilos de outras embalagens (papelão, plástico e latinhas) que têm maior volume, mas pesam menos.

 

 

Deixe sua opinião