PAB abre seleção de novos estagiários nos dias 9 e 10 de março

A Coordenadoria de Estágios Especiais da Assembleia Legislativa abrirá inscrições para o processo seletivo do Programa Antonieta de Barros (PAB) nos dias 9 e 10 de março. As inscrições para o programa, que oferece oportunidade de estágio a jovens de 16 a 24 anos, serão realizadas na Agência de Integração Empresa-Escola – Fepese, localizada no Centro Socioeconômico da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), das 9 às 17 horas.

De acordo com a coordenadora de Estágios Especiais, Miriam Lopes Pereira, serão selecionados 20 estudantes que permanecem no estágio por até dois anos, período no qual atuam em diversos setores da Assembleia Legislativa. Podem se candidatar jovens que estejam regularmente matriculados no ensino médio, profissional ou superior; que possuam renda familiar igual ou inferior a 2,5 salários mínimos regionais (totalizando R$ 2.895); que apresentem vulnerabilidade na localidade de moradia; e que se enquadrem na condição étnica, de gênero e/ou deficiência física.

Inscrições: 9 e 10 de março
Local: Fepese (Centro Socioeconômico da UFSC) – Bairro Trindade/Florianópolis
Horário: Das 9 às 17 horas

Além dos documentos pessoais, os interessados devem levar pessoalmente uma carta de apresentação de alguma entidade social (incluindo igrejas, entidades carnavalescas, conselhos comunitários, associação de moradores, entre outras) que se corresponsabilize pela atuação do jovem no âmbito do Legislativo catarinense; comprovante de matrícula e frequência escolar; e comprovante de renda familiar.

O Programa Antonieta de Barros, instituído pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina pela Lei nº 13.075, de 29 de julho de 2004, é uma iniciativa pioneira no âmbito de todos os Poderes Legislativos do Brasil, voltado à inclusão social de jovens socialmente desfavorecidos. Oferece oportunidade de estágio a 40 jovens que prestam serviços em diversos setores administrativos do Parlamento catarinense, recebendo uma bolsa-estágio, vale transporte e alimentação no local de trabalho. Em 13 anos, já foram beneficiados pelo programa 320 jovens, a maioria mulheres.

Confira os documentos obrigatórios para realizar a inscrição:

  • Cópia da carteira de identidade e do CPF;
  • Cópia do comprovante de residência;
  • Comprovante de matrícula e frequência escolar;
  • Cópia do comprovante de renda familiar;
  • Carta de indicação do jovem por uma entidade da sociedade civil organizada.

Deixe sua opinião