Operação Freio de Mão prende 31 pessoas contra organização criminosa de furtos e roubos de veículos

A Operação Freio de Mão da Polícia Civil prendeu 31 pessoas nesta terça-feira (25/06) em Santa Catarina por envolvimento em uma organização criminosa de furtos e roubos de veículos.

 

O bando agia no Norte e litoral catarinense, principalmente associado com o desmanche de peças, e também enviava carros clonados para os Estados do Mato Grosso e Paraná. “Mobilizamos 150 policiais de várias unidades da Polícia Civil e demonstramos mais uma vez que a segurança pública em SC é prioridade”, destacou o delegado geral da Polícia Civil em SC, Paulo Koerich, em entrevista coletiva em Joinville.

 

Os trabalhos começaram em fevereiro com a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Joinville, responsável pela Operação. De acordo com o delegado da DIC, Murilo Batalha, a Polícia Civil identificou a atuação da organização criminosa, sendo que o líder da quadrilha – um homem condenado a mais de 30 anos de prisão  – , agia de dentro do presídio a partir de desmanches. “Identificamos nesse período mais de 60 casos de veículos furtados ou roubados. Eles chegaram a levar quatro carros por dia em Joinville”, afirma o delegado, ressaltando que Caminhonetes eram o alvo preferido dos ladrões.

 

Proprietários de desmanches também foram identificados e presos. Na operação a Polícia Civil recuperou 39 veículos (25 ao longo da investigação e 14 hoje), os quais serão periciados e depois devolvidos aos donos. Há modelos importados de luxo entre os carros recolhidos. Ao todo, foram cumpridos 27 mandados de prisão e quatro pessoas foram presas em flagrante, além de mais de 50 mandados de busca e apreensão, em Joinville, Blumenau, Araquari e Pomerode. Uma pessoa segue foragida. Participaram policiais civis de Joinville e região com apoio do Gaeco local. Também foram apreendidas drogas, arma e R$ 50 mil.

 

“Esperamos redução nos crimes”

A delegada regional de Joinville, Tânia Harada, acredita que o trabalho da Operação Freio de Mão gere redução no índice de furtos e roubos de veículos no município. Ela ressaltou ainda a importância do trabalho especializado contra esse tipo de atividade criminosa. O diretor do Litoral, delegado Luiz Ângelo Moreira, também esteve em Joinville e participou da entrevista coletiva.

 

Joinville 2

Delegado Geral reúne policiais e faz agradecimento

Após a Operação, o Delegado Geral Paulo Koerich reuniu os policiais da DIC em uma conversa na delegacia regional de Joinville e fez um agradecimento pelo trabalho desempenhado. “Trata-se de uma ação contra uma organização criminosa interestadual. É um dos maiores trabalhos da Polícia Civil em Joinville nos últimos anos”, assinalou Koerich. A Polícia Civil segue investigando outros supostos envolvidos com a quadrilha.

WhatsApp Image 2019 06 25 at 12.33.48

Deixe sua opinião