Número de municípios infestados pelo Aedes aegypti sobe para 53

No período entre 1º de janeiro e 11 de fevereiro, foram registrados 1.475 focos do mosquito em 85 cidades. Veja os municípios em situação mais grave

Boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Edpidemiológica (Dive) registrou 1.475 focos do mosquito Aedes aegypti em 85 municípios, sendo que 53 destes foram considerados infestados. Os dados compreendem o período de 1° de janeiro a 11 de fevereiro deste ano. No mesmo período em 2016, haviam sido identificados 1.531 focos em 91 municípios.

Atualmente existem 53 municípios considerados infestados pelo mosquito Aedes aegypti em Santa Catarina. Comparando com o boletim anterior, divulgado no dia 28 de janeiro, houve a inclusão do município de Navegantes na relação de municípios considerados infestados.

Em outros 41 municípios foram identificados focos do mosquito Aedes aegypti, e em 201 não houve identificação de focos até o momento. A definição de infestação é realizada de acordo com a disseminação e manutenção dos focos.

Dengue

No período de 1º de janeiro a 11 de fevereiro de 2017 foram notificados 640 casos de dengue em Santa Catarina. Desses, 491 (77%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 149 (23%) casos são considerados suspeitos, e estão em investigação pelos municípios, aguardando resultados laboratoriais. Até o momento, nenhum caso de dengue foi confirmado no estado

Na comparação com o mesmo período de 2016, quando foram notificados 2.376 casos, observa-se uma redução de 271% na notificação de casos em 2017 (640 casos notificados). Já em relação aos casos confirmados, enquanto em 2017 até o momento nenhum caso de dengue foi confirmado no estado, no mesmo período em 2016 haviam sido confirmados 678 casos.

Febre de chikungunya

No período, foram notificados 91 casos de febre de chikungunya em Santa Catarina. Desses, 61 (67%) foram descartados e 29 (32%) permanecem como suspeitos. Até o momento, somente um caso foi confirmado (importado), em um residente no município de Florianópolis que adquiriu a doença em outro estado (Pará).

Zika vírus

No período, foram notificados 19 casos de febre do zika vírus em Santa Catarina, sendo que 7 casos (37%) foram descartados e 12 (63%) permanecem em investigação.

Municípios considerados infestados:

Águas de Chapecó

Descanso

Nova Itaberaba

São José do Cedro

Anchieta

Florianópolis

Novo Horizonte

São Lourenço do Oeste

Balneário Camboriú

Guaraciaba

Palma Sola

São Miguel do Oeste

Bandeirante

Guarujá do Sul

Palmitos

Santo Amaro da Imperatriz

Bom Jesus

Itajaí

Passo de Torres

Saudades

Caçador

Itapema

Pinhalzinho

Seara

Caibi

Itapiranga

Planalto Alegre

Serra Alta

Camboriú

Ipuaçu

Princesa

Sul Brasil

Campo Erê

Joinville

Porto União

União do Oeste

Catanduvas

Jupiá

Quilombo

Xanxerê

Chapecó

Maravilha

São Bernardino

Xaxim

Coronel Freitas

Modelo

São Carlos

Coronel Martins

Navegantes

São Domingos

Cunha Porã

Nova Erechim

São José

Deixe sua opinião