“NOTA À IMPRENSA E À SOCIEDADE¨

Reconhecemos como justo e legítimo o movimento paredista dos caminhoneiros, no entanto, percebemos que ao lado de manifestações pacíficas e ordeiras de irresignação do povo brasileiro ante o colapso desencadeado pela corrupção e a falta de gestão eficaz, com pesar, o oportunismo e a desinformação de uma parcela significativa da população têm contribuído para a instalação do caos no Município, no Estado de Santa Catarina e Brasil afora, incitando a ilegal, inconstitucional e criminosa “Intervenção Militar”.

É dever da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e de todo advogado esclarecer sobre tal desiderato, ao mesmo tempo clamar às autoridades deste país para que observem a necessidade de mudança de políticas públicas e realizem, de imediato, o corte indispensável de gastos públicos, acabando com regalias sabidamente inconstitucionais e ilegais em todos os poderes constituídos, além de reverem a carga tributária que achata todos os setores da economia e todos os cidadãos brasileiros.

A principal mudança passa por cada um de nós, através do VOTO CONSCIENTE, e não e jamais através da incitação de golpes, atentados ou atos de violência que prejudiquem toda sociedade, é o que sempre defenderemos!

Atenciosamente,

Diretoria da Subseção de Brusque da OAB/SC”.

Deixe sua opinião