“Menos tendência e mais essência” Estilista reconhecida nacionalmente, Renata Abranchs ministrou a segunda palestra do Circuito de Moda AmpeBr

A Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr), realizou na tarde desta quarta-feira, 29 de novembro, no Hotel Monthez, a segunda das três palestras previstas no projeto Circuito de Moda da entidade. Com o tema “Diálogo sobre Branding – Construção de Marcas” o evento foi ministrado pela estilista de renome nacional, Renata Abranchs e contou com a parceria do Sebrae, através do projeto Moda Catarina.

“A orientação na construção de uma marca é: menos tendência e mais essência. Não estou demonizando a tendência. Ela existe e faz girar a engrenagem de tudo. Porém, ela não deve ser tratada como o elemento mais importante do que aquilo que é a alma e o coração da empresa. Nosso papel é ajudar as marcas a descobrir esse potencial, em um processo de autoconhecimento”, explica a estilista Renata Abranchs.

Segundo ela, a marca começa a ter valor quando é capaz de se conectar com decisões que fazem sentido. A empresa entende o seu propósito e traça um objetivo claro, que facilmente pode ser identificado pelo consumidor. “E marcas reconhecidas são marcas valiosas. É um processo que faz bem para todos”, acrescenta a profissional.

A estilista apresentou o conceito de Gestão de Marca 4.0 e de Branding, um conjunto de estratégias objetivas para a construção de marca que cria estruturas mentais e ajuda o consumidor a organizar seu conhecimento sobre o produto ou serviço oferecido. O marketing, mais disseminado até então, quer vender. Já o Branding entra em cena com o propósito de reconhecimento imediato e se consolida quase que como uma ciência que diminui a distância entre a empresa e seu cliente.

“E essa ligação entre Branding e LifeStyle vai ainda mais além e estuda a forma pela qual a pessoa percebe e vivencia o mundo. E, em consequência, traz resultados de como ela se comporta e faz escolhas. Uma empresa que investe nesta pesquisa se diferencia radicalmente porque assume aquilo que é e, com certeza, vai gerar mais valor”, pontua Renata.

Para a profissional, é importante entender o momento em que se vive, na qual deixam de existir recortes como gênero, idade e classe social para formar novos emparelhamentos, inspirados em valores, escolhas e visão de mundo.

Marcas

Para exemplificar a consolidação de uma marca e o impacto que ela gera no consumidor, Renata listou algumas referências no Brasil e no mundo. É o caso da Levis, pioneira em jeans, que mantém coerência no seu mix de produtos. Prova disso foi a coleção comemorativa de 50 anos de lançamento da jaqueta trucker. Nada mais, nada menos do que 31 referências masculinas e 26 referências femininas. Todas elas mantendo a identidade da marca, que traduz em moda o senso de igualdade, inclusão e democracia.

O mesmo acontece com a marca Converse, pioneira em calçado de borracha. “Tem uma linguagem que conecta as pessoas e trabalha bem o LifeStyle. Inclusive, inventou um novo modelo no qual um pedal de efeito wah wah liga o plug da guitarra no tênis e dispensa o uso do pedal. Isso é entender o consumidor”, observa.

Para a profissional, o melhor case de Branding da atualidade vem da marca Supreme, que só contrata colaboradores skatistas. Do lado de dentro, bem ao centro, no espaço mais nobre da loja, a exposição de produtos sai de cena para uma pista de skate se transformar no foco do empreendimento: a venda é apenas uma consequência do que acontece ali. Marcas consagradas como a Louis Vuitton abraçam essa novidade e se tornam parcerias com o objetivo de aproveitar o bom momento do negócio inovador.

No Brasil as marcas também investem em Branding. É o caso da Farm, empresa na qual Renata é consultora. A obsessão por se manter fiel aos preceitos do negócio é tanta que nem a cor de um amarrador de cabelo pode passar despercebida. “Tudo é pensado nos mínimos detalhes. Inclusive, em oferecer peças que realcem as tatuagens que as clientes têm pelo corpo. A Farm potencializa o indivíduo e isso é lindo. Ela respeita quem você é”, salienta.

Outro exemplo é a Osklen, que tem sua assinatura marcante. Quando a indústria recebe alguma visita ilustre, os colaboradores são orientados a usar roupa preta. Da mesma forma, canetas com tinta azul são proibidas para uso em todas as lojas. “As marcas que chegaram lá precisam de latitudes radicalmente coerentes para se sustentarem lá”, enfatiza a estilista.

Parceria

O Circuito de Moda AmpeBr iniciou no dia 22 de novembro, com uma palestra ministrada pelo professor Rodrigo Zen, sobre tendências do Inverno 2018, inspiradas em pesquisas na Inglaterra, Itália e França. Já na tarde desta quarta-feira foi possível orientar os empresários sobre a construção e fortalecimento das marcas, com o intuito de tornar mais clara e evidente a essência de cada negócio. Por fim, na próxima quarta-feira, 6 de dezembro, às 19h30, no Cine Gracher Havan, acontece a palestra “Conexão Inspiramais – Inspirações e tendências para o Verão 2019”, que será ministrada pelo renomado designer brasileiro  Walter Rodrigues. Esta palestra será realizada pela AmpeBr em parceria com a Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal).

“Quando assumimos a presidência da entidade no início deste ano, nossa preocupação foi de traçar um planejamento estratégico para contribuir com a capacitação dos micro e pequenos empresários. Ao longo de 2017 realizamos diversos cursos, palestras e workshops, não apenas de moda, mas também de gestão administrativa. O nosso compromisso é de desenvolver ações para que os sócios se sintam fortalecidos e preparados para enfrentar o mercado”, destaca o presidente da AmpeBr, Ademir José Jorge.

Neste contexto, o Sebrae SC sempre foi um grande aliado da entidade, especialmente através do projeto Moda Catarina. “O importante é fazer com que os empresários consigam internalizar um conhecimento que já é comum nas grandes empresas. E o Sebrae tem condição de ajudar neste processo porque trabalhamos com consultoria de Branding. É a chance de dar um passo a mais e atingir um novo patamar no mercado”, afirma a coordenadora estadual do macro segmento de Moda do Sebrae SC, Marina Barbieri.

Aprendizados

Foram mais de duas horas ininterruptas de palestra. Os profissionais que prestigiaram o evento no Hotel Monthez pareciam compenetrados em absorver as orientações compartilhadas pela estilista Renata Abranchs. Muitos fizeram anotações sobre o conteúdo repassado e tomaram nota de endereços eletrônicos onde podem buscar mais informações sobre Branding.

A empresária Jaqueline Jativa participou do evento motivada pela presença da palestrante, que já acompanhou em outras oportunidades. “Sou fã da Renata porque ela tem essa capacidade de nos aproximar do tema com simplicidade, embasamento e consistência”, avalia.

Fabrício Mafra está se aventurando na criação da própria marca e, antes da palestra, imaginava que entendia o suficiente do seu negócio. “Vou precisar rever meus conceitos porque não tinha essa consciência. Diante do que foi apresentado percebi que tenho muito mais detalhes para pensar enquanto essência da empresa”, pontua.

Para a empresária Isabela Veronezzi, a palestra foi produtiva e inspiradora. “Trabalho com tecido ecológico para moda praia e agora sinto que devo continuar apostando naquilo que acredito. Vou buscar ferramentas para que o consumidor entenda que a minha marca faz parte de um propósito maior”, salienta.

 

Currículo

Formada em Belas Artes pela EBA/UFRJ e Estilismo pelo Senai Cetiqt, em 1997, Renata Abranchs criou o Bureau de Estilo, que atende a centenas de empresas brasileiras da área de moda, por meio de pesquisas, consultorias de Estilo e Branding e treinamentos sob medida. Promove desde 2004 os Encontros de Moda, que já fazem parte do calendário nacional. É fundadora e mentora do RIOetc e co-autora de ‘A Carioca – Guia de Estilo para viver a Cidade Maravilhosa’. Carrega na bagagem consultorias e projetos especiais com empresas como Leader, Maria Filó, Farm, Mercatto, Havaianas, AD, Grupo Hering, C&A, GNT, Lacoste, TV Globo, entre outras. É co-fundadora do movimento #feitonobrasil, mentora da plataforma MALHA, e desde 2015 leciona na pós-graduação do Istituto Europeo di Design – IED Rio.

Deixe sua opinião