MEIs têm acesso facilitado ao crédito

A categoria jurídica de Microempreendedores Individuais (MEIs) está em constante expansão com negócios dos mais variados segmentos, tanto no comércio, quanto na prestação de serviços. Para incentivar estes negócios, diversas soluções são oferecidas, desde capacitações e consultorias até acesso facilitado ao crédito.

O Programa Juro Zero implementado em novembro de 2011 é um dos fatores que vem contribuindo para o desenvolvimento dos MEIs. A iniciativa é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), em parceria com o Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC) e as instituições de microcrédito catarinenses.

A Credioeste, agência de microcrédito, é credenciada para atuar na região e, liberou pelo Juro Zero, R$ 6.352.413,00 em 2.180 contratos, no período de novembro de 2011 a fevereiro de 2017. “A iniciativa contribui para o investimento nos negócios e para o aumento da competitividade dos empreendimentos individuais em diversos segmentos. Além disso, não possui entraves burocráticos, o que é uma grande vantagem”, afirma o presidente da Credioeste Ivonei Barbiero.

Os financiamentos por meio do Juro Zero são de até R$ 3 mil, divididos em oito parcelas. O programa subsidia a taxa de juro mensal desses empréstimos para os MEIs que estiverem com os pagamentos em dia. Com isso, quem pagar até a sétima parcela sem atrasos, receberá a oitava que será quitada pelo Governo.

Para conseguir o crédito, é preciso estar devidamente cadastrado e apresentar CNPJ e certificado de empreendedor individual (MEI). São necessários documentos pessoais (CPF, RG, comprovante de endereço atual e renda atualizado) do empresário e do cônjuge/companheiro. Além disso, o microempresário não pode ter restrição cadastral (SPC/Serasa), precisa residir em Santa Catarina e precisa de um avalista.

O papel da Credioeste é operacionalizar os recursos do programa, fazendo com que os investimentos cheguem até o público-alvo por meio dos agentes de crédito que atendem Chapecó e região. Cada empresário pode realizar um empréstimo por vez, com acesso a um segundo depois de quitar o primeiro.

Deixe sua opinião