Mais uma morte em meio a lava-jato

Um importante homem que ajuda o Brasil a desvendar crimes envolvendo a operação Lava Jato, foi encontrado morto na cidade de Punta del Este, Uruguai. Poucos brasileiros sabem da importância de Carlos Díaz para as investigações, ele fazia um elo fundamental para o decorrer das descobertas.

Desde 2010, o uruguaiano assumia a Secretaria Nacional de Luta contra crimes de lavagem de dinheiro em seu país.

A polícia uruguaia ainda investiga a causa da morte.

O Ministério Público Federal do Brasil e de Uruguai estavam fechando uma grande parceria para abordar crimes de lavagem de dinheiro e repasse de propinas. Entre suspeitos de crimes que auxiliaram os repasses de dinheiro no esquema, estavam o advogado Oscar Algorta

Ele teria ajudado o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e também o delator Nestor Cerveró, ambos presos pela Polícia Federal.

 

Deixe sua opinião