Mais de 150 Bombeiros são mobilizados para exercício simulado em defesa civil

Desde as primeiras horas da manhã de hoje (14/05) acontece, em quatro cidades catarinenses, um treinamento simulado em defesa civil e socorro a vítimas de desastres envolvendo instituições de resgate, de logística e assistência humanitária, das esferas municipal, estadual e do governo federal, por meio do Exército Brasileiro e Defesa Civil Nacional. Idealizadas pelo Exército Brasileiro para treinar as habilidades de atendimento e de respostas a desastres e promover a integração entre as corporações em todas as esferas de atendimentos, as atividades, mobilizarão mais de mil pessoas em Santa Catarina. Somente do Corpo de Bombeiros Militar, cerca de 150 Bombeiros estão sendo empregados nas atividades de socorro e resgate de pessoas em situações simuladas de deslizamentos de terra e soterramento em escombros. O simulado acontece simultaneamente nas cidades de Blumenau, Itajaí, Pomerode e Gaspar.

Os primeiros comunicados oficiais simulando criticidade de condições climáticas com sobrecarga de chuvas e índices pluviométricos condizentes com situações de alerta e decretação de situação de calamidade, nos municípios que integram o exercício simulado, já começaram a circular entre os órgãos de gerenciamento de situações de desastre neste último fim de semana. Na manhã desta segunda-feira (14/05), o ônibus Auto- Posto de Comando (APC), do Corpo de Bombeiros Militar já aportou no estacionamento do estádio do Sesi em Blumenau, de onde a corporação fará o acionamento das equipes de forças-tarefas que farão as atividades de socorro às vítimas. Ao todo são 10 Forças-tarefas que serão gradativamente acionadas para integrar os trabalhos. O Bombeiro Militar também participa do treinamento com o Batalhão de Operações Aéreas e estrutura de comunicação social.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, coronel BM João Valério Borges, explica que a atividade de bombeiro tem estreita relação com os trabalhos de ajuda humanitária e de defesa civil. Numa situação de desastre climático, em que as cidades são acometidas por enchentes e enxurradas, a população precisa ser assistida em suas necessidades básicas de locomoção, acesso a medicamentos, alimentos e outros, além das situações de resgate de vítimas soterradas ou outros tipos de ocorrências, em que a ação do Corpo de Bombeiros Militar é emergencial e imprescindível. “Por isso é fundamental que a corporação esteja sempre pronta e integrada com as demais instituições. E isso só é possível mediante treinamentos e simulados em conjunto.”

Deixe sua opinião