Justiça Espanhola pede prisão de Neymar

De acordo com o jornal espanhol “Marca”, a empresa quer que todos os envolvidos fiquem inabilitados de exercerem funções no futebol. Caso isso seja acatado, Neymar teria que parar de jogar.O fundo de investimento DIS apresentou acusações contra Neymar e família, Josep Maria Bartomeu, Sandro Rosell atual e ex-presidente do Barcelona, Odílio Rodrigues, os dois clubes envolvidos na transferência do jogador e empresas pertencentes ao brasileiro e sua família. A venda do atleta foi fixada em em 17,1 milhões de euros. O fundo de investimentos detinha 40% dos direitos de Neymar, enquanto o Santos possuía 55%, e Teísa, 5%. Em 2015, a DIS denunciou Santos, Barcelona, Neymar e a família . A empresa alega que os contratos da negociação que levaram Neymar à Catalunha foram adulterados para diminuir os lucros dos terceiros, o que teria gerado uma fraude de 40 milhões de euros (R$ 151 milhões, na cotação atual). No mesmo ano, a Justiça Espanhola acatou a acusação.A Promotoria espanhola pede um total de oito anos de prisão para Bartomeu e Rossel por dois delitos, um de corrupção e outro de estelionato e cinco anos para Neymar, que é acusado de ter agido de forma corrupta. Já sua família é suspeita de omitir o valor verdadeiro da transação do craque para o Barça, que se deu em 2013.

Deixe sua opinião