Jonas Paegle: “Não tem verba pra nada!”

Esta foi uma das frases do prefeito eleito Jonas Paegle, durante entrevista exclusiva ao EM FOCO REGIONAL, ontem (3) pela manhã, no Salão Nobre da Prefeitura de Brusque. Ele disse que ainda não tem conhecimento total da avaliação interna que está sendo realizada pela equipe de transição de governo, mas adiantou que há setores que estão falidos, a exemplo de Obras e Saúde.
A entrevista foi gravada durante a coletiva sobre a transição de governo. Segundo divulgado, foram organizadas duas equipes com três membros cada: uma da atual gestão e uma da futura administração. Paegle anunciou o vice-prefeito eleito Ari Vequi como “articulador”.

EM FOCO REGIONAL – Qual será o cargo que Ciro Roza assumirá no seu governo?
JONAS PAEGLE – Não tem nenhum cargo para o Ciro assumir, por enquanto. Ele vai ajudar, mas não tem nenhum secretário indicado, não tem nenhum diretor indicado. Só a partir de dezembro é que iremos indicar. Por critério técnico, por critério de orientação. Não sei como vamos encontrar a atual administração. A gente tem noção contextual de gestão, mas indicar nomes é muito precoce. Eu fui orientado já pela equipe de trás, que comanda, de não desgastar seus nomes antes. Não sabemos os resultados da avaliação interna.

EM FOCO REGIONAL – Os secretários já existem, só não serão citados os nomes, é isso?
JONAS PAEGLE – Não existem e existem. Já estão sendo conjugados. São empresários… Tem empresário que não quer nem salário, que não é politiqueiro… Privado e político, pra enxugar a máquina administrativa no momento atual que o Brasil está passando. Isso é uma equipe inteligente. A orientação deles é: quanto menos gastar, melhor. A Secretaria de Obras está falida, não tem verba pra nada.

EM FOCO REGIONAL – A maioria dos veículos e máquinas do setor de Obras está em oficinas, desde antes de o Bóca assumir. É verdade?
JONAS PAEGLE – Estão devendo pras oficinas! A secretaria de Saúde deve R$ 1,8 milhão. Vão ser cremados 400 quilos de remédio. Isso é apenas o começo, deixa o Ciro chegar… Vai doer lá no fundo. Realmente está complicado. Um monte de coisas importantíssimas… Tá falida!

EM FOCO REGIONAL – Serão boicotados alguns órgãos de imprensa, como o foi na gestão Prudêncio?
JONAS PAEGLE – Não sei ainda como vai ser tudo isso. Vai haver uma equipe, um “observatório” dentro da prefeitura, que terá direito a entrar em todas as secretarias. Vai acabar a licitação “exagerada”…

Deixe sua opinião