IRMÃOS SÃO CONDENADOS A QUASE 200 ANOS DE PRISÃO EM ITAPIRANGA-SC

Os irmãos D.V., N.V., S.V e V.V foram condenados a penas que, somadas, chegam a 197 anos e 5 meses de prisão, em regime inicialmente fechado, por estupro de vulnerável e por praticar atos libidinosos com duas crianças, filhas de D.V., e um adolescente, enteado de D.V. Os réus foram denunciados em janeiro de 2014 pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e desde então três deles encontram-se presos cautelarmente.
Segundo a denúncia apresentada pelo Promotor de Justiça Pedro Lucas de Vargas, da comarca de Itapiranga, D.V. permitia que seus irmãos abusassem sexualmente de suas filhas. Todos eles foram condenados pela prática de crimes sexuais contra os menores. D.V. ainda foi condenado por maus tratos e por fornecer bebidas alcoólicas a suas filhas.
D.V. foi condenado a 101 anos e 10 meses de reclusão, 3 meses de detenção e 2 meses de prisão simples, além da perda do poder familiar sob suas filhas; a N.V. foi atribuída pena de 36 anos e 10 meses de reclusão. Já V.V. e S.V. foram condenados a penas de 30 anos e 4 meses e 28 anos de reclusão, respectivamente.

Ainda cabe recurso da decisão.

Deixe sua opinião