Integrantes de organização criminosa são condenados no Vale do Itajaí em investigação da PC

Em investigação da Polícia Civil de Gaspar, membros de uma organização criminosa que atua em Santa Catarina responsável por tráfico de drogas, roubos, homicídios, porte/posse ilegal de arma de fogo e atentados, foram condenados pela Justiça. As penas somadas alcançam mais de 50 anos de reclusão.

Segundo divulgou o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, a sentença é da juíza Camila Murara Nicoletti, titular da Vara Criminal da Comarca de Gaspar. Os integrantes da organização agiam em Ilhota, Blumenau, Navegantes e Gaspar, no Vale do Itajaí. Ainda, conforme o TJSC, entre os 11 réus no processo de mais de 2,1 mil páginas, constatou-se a participação de dez deles em facção do crime organizado atuante nos presídios catarinenses, os quais foram condenados com base na Lei n. 12.850/13.

As investigações que deram origem ao processo tiveram como início a apuração das mortes de dois usuários de drogas em dezembro de 2016 e janeiro de 2017, ambos na cidade de Ilhota. Interceptações telefônicas e o depoimento de testemunhas apontaram o envolvimento do grupo, com distintas funções. A organização criminosa empregava armas de fogo e utilizava adolescentes no tráfico de drogas, na aquisição de armas de fogo e até mesmo em homicídios executados contra pessoas que contrariavam o regramento do grupo. Os réus devem cumprir as penas em regime inicialmente fechado.  (Com informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de SC).

Deixe sua opinião