Importância da união dos prefeitos é destacada durante a abertura do XV Congresso Catarinense de Municípios

Teve início terça-feira (14) o maior evento Municipalista de Santa Catarina. Promovido pela Federação Catarinense de Municípios – FECAM e pelas Associações Regionais de Municípios, o XV Congresso Catarinense de Municípios foi aberto nesta manhã. Cerca de mil participantes entre prefeitos, vice-prefeitos, secretários, vereadores, técnicos municipais de todo o estado, estiveram reunidos em Joinville, na Expoville, até ontyem (16).

O evento contou com a presença do vice-governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira; do presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Silvio Dreveck; da presidente da FECAM e prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, da presidente da Escola de Gestão Pública Municipal – EGEM e prefeita de Vargem, Milena Andersen Lopes Becher; do presidente da Confederação Nacional dos Municípios – CNM, Paulo Ziulkoski; do presidente da Associação Brasileira dos Municípios – ABM, Eduardo Tadeu Pereira e outras diversas autoridades.

Em seu discurso, a presidente da FECAM ressaltou a importância do trabalho em conjunto entre os prefeitos. “Só com a união de todos podemos chegar ao bem comum. É essa união que nos trará respostas, pois nossa voz irá ecoar se ela for conjunta”, disse ela, que falou ainda sobre os desafios enfrentados pelos prefeitos diante da crise financeira dos últimos anos. “A crise já sabemos que está estabelecida, cabe a nós encontrarmos uma solução para ela”.

A união e a necessidade de mobilização constante dos prefeitos junto aos parlamentares e os governos federal e estadual também foram abordados pelo presidente da CNM. “A comunidade precisa se mobilizar para trocar a realidade”.

O vice-governador do Estado, prestigiou a cerimônia, parabenizou o evento e também observou a importância da união dos prefeitos. “Unam-se prefeitos é dessa forma conseguiremos avançar. A troca de experiências entre vocês é fundamental para o bem-estar do povo de Santa Catarina”, finalizou Moreira.

Deixe sua opinião