Governo da Jamaica diz à população para não comer carne do Brasil

A Jamaica está adotando algumas das medidas mais duras contra a produção e a exportação de carnes do Brasil, após o caso da fraude investigada pela Polícia Federal. O governo do país caribenho apelou para que a população simplesmente não coma carne brasileira e ordenou que supermercados retirem de suas prateleiras os produtos a proteína bovina.

Todos os produtos considerados como sendo da lista da fraude do Brasil ainda serão retirados dos supermercados. Até que o caso seja examinado, a importação de carne brasileira será suspensa.

Em determinados setores, o Brasil fornece 99% da carne bovina consumida no país. O anúncio foi feito pelo ministro de Comércio, Karl Samuda, que organizou uma reunião de emergência e, numa nota pública, explicou as medidas que seu governo tomaria para garantir a “segurança do consumidor”. Testes químicos ainda vão ser realizados no mercado local para avaliar o impacto.

Nesta terça-feira (21), Hong Kong e o governo da Suíça também adotaram barreiras contra a carne nacional.

Deixe sua opinião