Gasto médio com o presente de Dia das Mães será de R$ 164,81

O gasto médio com o presente de Dia das Mães no Estado será de R$ 164,81 por consumidor, segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio-SC). O valor é um pouco menor do que o praticado no ano passado – R$ 165,77. Roupas (42,9%), perfumes/cosméticos (17,8%) e calçados/bolsas (11,8%) lideram a lista de presentes. O comércio de rua deve ser o principal destino das compras (73,6%), à frente dos shoppings centers (17,2%).
 
A maioria dos consumidores (82,4%) pretende comprar os presentes à vista, em dinheiro (66,1%), no débito (9,6%) ou crédito (6,7%). Embora o índice de compra parcelada seja de 13%, o que demonstra a intenção de evitar o endividamento, as pesquisas realizadas após as datas comemorativas mostram que os consumidores acabam optando por esta forma de pagamento para adequar os gastos ao orçamento. 
 
“O Dia das Mães é a segunda data comemorativa mais importante para o comércio depois do Natal e a principal do primeiro semestre. Além de movimentar diferentes segmentos, como vestuário, perfumaria e floricultura, também impacta no faturamento dos restaurantes. Conforme a pesquisa, 16,8% pretendem sair para almoçar ou jantar com a família”, afirma o presidente da Fecomércio-SC, Bruno Breithaupt. Segundo o empresário, apesar da melhora nos indicadores econômicos, os catarinenses ainda estão cautelosos nas compras e investimentos.
 
Os dados mostram que a percepção das famílias sobre a situação financeira está equilibrada: 37,7% declararam estar no mesmo patamar do ano anterior e 37,7% acreditam que estão em melhores condições. O otimismo é maior em Chapecó e Florianópolis, empatadas com 41%. A preocupação com o preço é central (36%), seguida do atendimento (26%) e promoções (23%). Entre os entrevistados, 67,9% disseram que farão pesquisa de preço. 
 
Segundo a pesquisa, Itajaí será destaque neste ano com o maior gasto médio: R$ 202,15, bem acima de Blumenau, segundo maior gasto, com R$ 172,02. O menor valor será praticado em Criciúma: R$ 140,73.
 
Foto: Murici Balbinot

Deixe sua opinião