Frente fria provoca chuva forte com possibilidade de temporal no Estado

Em Santa Catarina, a última semana de fevereiro começa com tempo instável, com chuva moderada a forte em alguns momentos, devido ao deslocamento de uma frente fria sobre o Sul do Brasil. Nesta segunda-feira, 25, persiste o risco de temporal localizado no Estado. A temperatura fica amena, mas com sensação de ar abafado. O vento sopra de noroeste a sul, moderado, com rajadas associadas a temporais.

Para a semana, a previsão da Epagri/Ciram indica tempo instável e chuvoso em todas as regiões. As temperaturas continuam amenas e com sensação de ar abafado. As mínimas devem ficar entre 10ºC a 20°C e as máximas entre 20ºC a 25ºC. O calor volta ao Estado a partir de sexta-feira, 1º de março.

Acompanhe a atualização dos avisos meteorológicos diários e de curto prazo (de 1 até 3 h de antecedência), na página da EpagriDefesa Civil e nas redes sociais.

Qualquer emergência deve ser comunicada à coordenadoria municipal de Defesa Civil, telefone de emergência 199, Corpo de Bombeiros 193 ou Polícia Militar, 190.

Para receber alertas da Defesa Civil no celular, envie o CEP por mensagem SMS para o número 40199.

RECOMENDAÇÕES DA DEFESA CIVIL

Calor Extremo: procure manter os ambientes com temperaturas abaixo de 32 graus, especialmente aqueles com idosos ou com pessoas em condições crônicas de saúde. Tome banho frio, minimize exposições diretas ao sol, mantenha-se hidratado, bebendo água regularmente e outros líquidos não alcoólicos. Coma alimentos leves, frescos e de fácil digestão, como frutas e saladas. Vista roupas folgadas e de cores mais claras. Tenha cuidados especiais com os idosos, crianças, doentes ou pessoas frágeis que podem precisar de ajuda para responder ao calor.

Tempestades: proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que possam ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, coloque a cabeça encostada no peito ou entre os joelhos e use as mãos para cobrir as orelhas ou para apoiar os joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se que o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade.

Alagamentos/inundações: evite o contato com as águas e não dirija em lugares alagados. Evite transitar em pontilhões e pontes submersas e tenha cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Enxurradas: não fique próximo às margens de rios e ribeirões, principalmente em regiões de relevo acentuado, montanhoso e pequenos vales, porque muitas vezes há temporais intensos sobre os topos e cabeceiras, gerando repentinamente grande quantidade de água num curto espaço de tempo. Este tipo de evento adverso apresenta grande poder destrutivo, podendo arrastar veículos, pessoas, animais e mobílias por vários quilômetros. A força das águas pode ainda provocar o rolamento de blocos de pedras, arrancar árvores, destruir edificações e causar deslizamentos de terra nas margens.

Deslizamentos de terra: observe qualquer movimento de terra ou rochas próximo à sua residência, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil Municipal 199 ou Corpo de Bombeiros 193.

Deixe sua opinião