Ex-namorado ataca miss italiana com ácido.

Após separação, rapaz jogou ácido no rosto de Gessica Notaro, que pode perder a visão de um olho e tem feridas graves no rosto e pescoço.

 

A modelo italiana Gessica Notaro, de 28 anos, finalista do Miss Itália em 2007, foi atacada com ácido por seu ex-companheiro e permanece no hospital. Ela sofreu feridas graves e profundas e corre o risco de perder a visão. O novo caso de violência de gênero causou comoção. Nesta sexta-feira, Jorge Edson Tavares, natural de Cabo Verde, compareceu à Justiça e disse ser inocente da acusação. No centro médico Grandi Ustioni de Cesena, na região de Emilia Romagna —a qual a modelo representou como miss—, Notaro foi operada e terá de passar ainda por outras intervenções para reconstruir a pele que o ácido danificou, segundo o jornal Correrie della Sera, que destaca que o agressor quis lhe ferir especialmente para acabar com a beleza da modelo, conhecida como “miss sorriso Emilia Romagna”. Após participar no certame de beleza e em programas de televisão, a jovem decidiu dar uma guinada em sua vida e voltar à sua região de origem para se dedicar à sua verdadeira paixão, o cuidado dos animais. Notaro trabalhava como adestradora de golfinhos e focas no parque aquático de Rimini.

Gessica descreveu a agressão: “Vi que Eddy tinha uma garrafa de plástico. Estava vestido de preto. Não disse uma palavra e me atirou um líquido. Eu fugi, tentei persegui-lo por alguns metros, gritando de dor, mas meu rosto estava queimado e minha visão começou a se turvar”.

A modelo denunciou o assédio à polícia e, embora o promotor tivesse pedido a detenção de Tavares, o juiz deu uma ordem de afastamento. Tavares não a cumpriu na última terça-feira, quando lançou ácido no rosto de Notaro e queimou seus olhos, testa, bochechas e pescoço.

(Com Conteúdo Estadão e El País)

Deixe sua opinião