EX-DIRETOR DA ODEBRECHT “ENTREGA” 30 POLÍTICOS EM PRÉ-DELAÇÃO

A semana promete ser movimentada no meio político nacional. Ex-diretor da empreiteira Odebrecht, Cláudio Melo Filho apontou ao Ministério Público Federal (MPF) valores e nomes de políticos que receberam “doações”.

As informações foram divulgadas domingo (11) em matéria de Bernardo Caram e Vitor Matos para o canal G1. “O depoimento traz nomes, valores, circunstâncias e motivação dos repasses”, informou o G1. “Parte dos recursos foi paga por meio de doações eleitorais oficiais, mas também há registro de propina e de caixa 2”. “Cláudio atuava na relação da Odebrecht com o Congresso Nacional”, diz a matéria.

“Segundo ele, alguns pagamentos eram feitos para garantir a aprovação de projetos de interesse da empreiteira. Na pré-delação, ele citou 51 políticos de 11 partidos”.

Os citados são: Adolfo Viana (PSDB-BA), Aécio Neves (PSDB-MG), Anderson Dornelles (ex-assessor de Dilma Rousseff), Antonio Brito (PSD-BA), Arthur Maia (PPS-BA), Arthur Virgílio (PSDB-AM), Ciro Nogueira (PP-PI), Colbert Martins (PMDB-BA), Daniel Almeida (PCdoB-BA), Delcídio do Amaral (sem partido, MS), Duarte Nogueira (PSDB-SP), Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Eliseu Padilha (PMDB-RS), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Francisco Dornelles (PP-RJ), Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), Gim Argello (PTB-DF), Heráclito Fortes (PSB-PI), Hugo Napoleão (PSD-PI), Inaldo Leitão (ex-deputado), Jaques Wagner (PT-BA), José Agripino (DEM-PI), José Carlos Aleluia (DEM-BA), Jutahy Magalhães (PSDB-BA), Lídice da Mata (PSB-BA), Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Marco Maia (PT-RS), Michel Temer (PMDB-SP), Moreira Franco (PMDB-RJ), Paes Landim (PTB-PI), Paulo Henrique Lustosa (PP-CE), Paulo Magalhães Junior (PV-BA), Paulo Skaf (PMDB-SP), Renan Calheiros (PMDB-AL), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Romero Jucá (PMDB-RR) e Rui Costa (PT-BA).

Deixe sua opinião