ESTRUTURA FÍSICA É O DIFERENCIAL DOS JOGOS ABERTOS DE SC

Pela quarta vez como município anfitrião dos Jogos Abertos de Santa Catarina, Itajaí apostou na qualidade de suas praças esportivas para alcançar seu objetivo declarado de realizar a maior edição da história da competição.
Cerca de R$ 1,6 milhão em recursos provenientes do governo do Estado e outros R$ 500 mil em contrapartidas da prefeitura local foram utilizados para a operacionalização dos dez dias de evento, bem como a construção e reforma das estruturas necessárias para abrigar 26 modalidades esportivas. Cerca de 4,6 mil atletas participam das provas, todas disputadas em Itajaí, com exceção de algumas categorias do Tiro, que serão realizadas em Blumenau.
As principais melhorias foram a reforma de três ginásios, a construção de duas canchas de bocha, uma pista de BMX (bicicross) e a cobertura da arquibancada da pista de atletismo.

Para o presidente da Comissão Central Organizadora dos Jasc, Alvaro Provesi, os novos equipamentos esportivos serão um legado que os Jogos Abertos deixam para a cidade, assim como a valorização das atividades esportivas. “Quisemos fazer um dos melhores Jasc da história e acredito que isso esteja se concretizando. Além das estruturas físicas, permanecerá para a população o espetáculo esportivo, sobretudo para as crianças, que no futuro poderão até mesmo representar nossa cidade como atletas.”

A melhoria nos espaços físicos, destacou o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, possibilitou ainda o aumento da participação do público, que andava ausente nas últimas realizações do evento. “A edição de Itajaí passa a ser um divisor de águas nos Jogos Abertos. Há muito tempo não presenciava uma participação tão grande do público. Estamos muito felizes com o que temos visto e esperamos que isso sirva de exemplo para outras cidades-sede”, destacou o dirigente, que integra a entidade desde 1974.
De olho no processo de trabalho implantado por Itajaí, representantes de Joaçaba, que em 2015 sediará a competição, em parceria com os municípios de Herval d’Oeste e Luzerna, já cogitam adotar medidas semelhantes, acrescentou o coordenador geral dos Jasc, Darcio de Saules. “Eles já estiveram em Itajaí, conheceram os encaminhamentos aqui adotados e estão dando início aos primeiros trabalhos para que sejam mantidos a mesma qualidade e nível da edição atual dos jogos.”

Alojamentos

Para alojar os 4,6 mil atletas foram oferecidas pela prefeitura de Itajaí 48 escolas, municipais e estaduais. Antes de receber as delegações, provenientes de 89 cidades, as 658 salas disponibilizadas foram submetidas a reformas de instalação elétrica, hidráulica e pintura.
Um dos maiores contingentes, com 570 atletas de Blumenau, foi alocado na Escola de Educação Básica Deputado Nilton Kucker, onde ocupa 37 salas. A estrutura foi considerada adequada em dimensão e conforto pela gerente de Esportes de Alto Rendimento da Fundação Municipal de Desportos de Blumenau, Sônia Vera Kleine. “Itajaí se preparou bem. Os gestores da escola também foram extremamente receptivos, deixando estes espaços a nossa disposição, como salas, cozinha, refeitórios, banheiros, inclusive biblioteca e sala de informática”, disse Sônia, que também já atuou como atleta por seu município nas modalidades de atletismo e handebol.
Os 54º Jasc prosseguem até dia 25. A programação completa do evento, bem como o quadro de medalhas e os resultados das competições estão disponíveis no site da Fesporte: www.fesporte.sc.gov.br/eventos/jasc.

Deixe sua opinião