Em Brasília, articulação busca ampliar número de beneficiários de bolsas do sistema Acafe

‘Ao aumentar o número de pessoas atendidas, reforça-se a viabilidade financeira das instituições e o Governo do Estado reconhece a importância do sistema Acafe para toda Santa Catarina’

A ampliação do número de beneficiários das bolsas de estudo concedidas pelo Governo Federal, com aumento da renda per capta familiar de 1,5 para três salários mínimos, e o alongamento do prazo para pagamento de 15 para 20 anos, foram debatidos em série de audiências que o secretário de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, e o presidente do sistema Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), Sebastião Salésio Herdt, tiveram esta semana em Brasília.

No Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), eles foram recebidos pelo gerente de Relações com o Governo, Victor Burns, e pelo assessor da Presidência, Afonso Celso Flecha de Lima. “Nosso objetivo é ampliar o número de oportunidades, fazer a inclusão social, pois a formação das pessoas tem impacto direto na sociedade. É o momento do Brasil se reinventar”, expressou Salésio. Por outro lado, Burns explicou as linhas de crédito disponíveis para a Acafe e a importância da parceria com o Governo do Estado. “Saber que o governo está apoiando o pleito tem peso institucional na avaliação de risco”, comentou.

No Ministério da Educação, eles se reuniram com o secretário de Educação Superior, Mauro Rabelo, que foi receptivo aos pleitos, afirmando estarem alinhados com a intenção do Ministério de expandir o Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies). “Ao aumentar o número de pessoas atendidas, reforça-se a viabilidade financeira das instituições e o Governo do Estado reconhece a importância do sistema Acafe para toda Santa Catarina”, acrescentou Acélio, que irá acompanhar a demanda em Brasília, articulando novas reuniões técnicas e a inclusão no diálogo do Fórum Parlamentar Catarinense. Também participaram da reunião os chefes de gabinete Ataíde Alves e Vicente Paula.

Deixe sua opinião