Economia Brasileira

Minha coluna “Decifrando o Economês…” no Jornal Em Foco, está “em férias”, mas como Economista, digo que não faço faz parte do grupo dos otimistas quanto à retomada da economia brasileira. Na minha opinião, os pequenos sinais de recuperação da atividade econômica que tanto se vangloria o governo Temer, ainda são inconsistentes. Em 2018 que é ano de eleições presidenciais, prevejo uma maré de preocupações. Não acredito que que a reforma da Previdência tenha espaço para ser votada, percebo que com os constantes aumentos dos combustíveis, mostro-me pessimista quanto à volta de investimentos mais fortes. Então, com o anúncio de uma inflação próximos a 3 % em 2017, o mercado pode até entender que o crescimento está em ascensão. Porém, se houve aumento de mais de 10% nos combustíveis qual é a mágica de manter estável a inflação? E o gás de cozinha então? Segundo avaliações, subiu 70% no ano de 2017. Como manter uma economia de investimentos e de distribuição de riquezas com esses números?
Que 2018, seja melhor economicamente para todos, eu disse, para todos!

Deixe sua opinião