E ASSIM COMEÇA A FESTA

Poucos, ou talvez nenhum órgão de imprensa publicará em suas páginas impressas as ofensas as agressões verbais sofridas pela equipe administrativa que saiu da prefeitura de Brusque, acompanhando o prefeito Paulo Eccel, que estranhamente, em uma decisão judicial completamente parcial, teve seus direitos políticos cassados pelo fato de ter cumprido a lei conforme determina a justiça, a mesma justiça que absolveu prefeitos julgados por ações iguais as de Paulo Eccel.
Deprimente a cena de populares e advogados, assim como pessoas que se dizem representantes de uma classe brusquense, bradarem aos berros pelos corredores do paço municipal impropérios e ofensas às pessoas que deram seu melhor pela cidade.
Eu confesso que enquanto profissional de imprensa, que já fiz cobertura de rebelião em presídio, manifestações populares, nunca vi comportamento de profissionais liberais, suplentes de vereadores, lideranças políticas, tão rasteiros, tão sórdidos e marginais como os que presenciei no dia de hoje.
Brusque passa por um momento de mudança política, mesmo que por um canetaço.

Como já diz o ditado. “A boca fala sobre aquilo que o coração está cheio”.

Deixe sua opinião