Documentário enfoca o trabalho dos maquiadores que fizeram a história de “o planeta dos macacos”

Neste ano em que o clássico “O Planeta dos Macacos” (1968), de Franklin J. Schaffner, faz 60 anos, os fãs irão ganhar um grande presente do jovem diretor William Conlin e do veterano maquiador Tom Burman. Eles se uniram para produzir o documentário “Making Apes: Os Artistas que Mudam o Filme” (Indiegogo, 2018).

O documentário mostra o trabalho dos maquiadores que, sob a orientação de John Chambers (que em 1969 recebeu um Oscar honorário pela criação do desenho da maquiagem dos macacos), possibilitaram que atores e atrizes fossem maquiados como chimpanzés, gorilas e orangotangos inteligentes, que falavam e tratavam seres humanos como animais irracionais. Estes personagens foram criados pelo romancista francês Pierre Boulle, e foram levados ao cinema pelo produtor Arthur P. Jacobs.

O filme clássico deu origem a quarto filmes-sequência (1970-1973) e a duas séries de TV (1974 e 1975), histórias em quadrinhos e a uma montanha de merchandising. E serviram de inspiração para a produção dos novos filmes da franquia, a última deles teve estreia em 2017. Nesta breve entrevista, William Conlin – que nasceu em 25 de março de 1987 em Santa Bárbara, Califórnia, fala das origens do filme e da importância deste documentário.

Quem é o autor da ideia do documentário? Como você se organizou para a produção deste filme?

“Making Apes” é uma criação do maquiador Tom Burman. Durante anos, Tom quis documentar o momento seminal que foi o “Planeta dos Macacos” (1968) e capturar os pensamentos e as memórias dos artistas que trabalharam no filme. Com o passar do tempo, esses artistas começaram a morrer, Tom percebeu que era imperativo que se fizesse esse filme antes que fosse tarde demais. Conheço Tom há vários anos, e depois de inúmeras discussões com ele, sua esposa Bari-Drieband Burman e meus coprodutores Gary e Harlene Conlin, decidimos embarcar nessa jornada.

Quem foram os primeiros profissionais interessados em cooperação?

Nosso foco inicial foi capturar as memórias dos artistas originais que trabalharam no clássico. Nós imediatamente procuramos Dan Striepeke, Maurice Stein (que já faleceu), Frank

Griffin, Fred Blau Jr., Bob Sidell, Ken Chase e outros. A partir daí, começamos a conversar com maquiadores modernos como Rick Baker, Vincent Van Dyke, Greg Nicotero, Howard Berger, Steve Johnson e Ve Neill (só para citar alguns). Também entrevistamos historiadores do cinema (Leonard Maltin, Alex Ago e Scott Essman) e cineasta que foram profundamente influenciados pelo filme (Richard Donner, John Landis, Joe Dante e Guillermo del Toro). Por último, mas não menos importante, para representar as pessoas que usavam a maquiagem, falamos com Lou Wagner e Bobby Porter. Lou também gentilmente concordou em usar a maquiagem de novo, depois de 50 anos. Estamos extremamente orgulhosos em dizer que todos com quem conversamos abraçaram esse projeto com paixão. Não havia nenhum artista vivo em nossa lista com quem não pudemos conversar.

Quem você gostaria de ter entrevistado e não teve acesso ou possibilidade?

Meu único desejo era que pudéssemos conversar com o próprio John Chambers, mas Scott Essman gentilmente nos forneceu uma entrevista que ele filmou com John em 1997, de modo que até sua voz será incluída no documentário.

Em algum lugar deve haver a lista completa de todos os profissionais de maquiagem que participaram do “Planeta dos Macacos” (1968). Esta lista será lançada no seu documentário?

Havia tantos artistas que trabalharam no filme, nós mantivemos uma lista desde o início da produção, mas parece que um novo nome sai do éter a cada poucos meses. Este foi realmente um esforço conjunto por parte dos principais artistas de Hollywood.

Além de produzir este filme, você também é fã do filme? Desde quando você está envolvido com este assunto?

Eu sou fã de “O Planeta dos Macacos” desde os oito anos de idade. Jamais vou esquecer de estar em casa da escola, doente, e colocar o filme clássico para assistir. Eu me encantei com todas as cenas e, quando acabou, fiz logo uma maratona para conhecer toda a franquia. Estava preso por ela!

Saulo Adami

Tom Burman e Vincent Van Dyke aplicam uma maquiagem inspirada em “Planet of the Apes” em Lou Wagner (Lucius no clássico de 1968) para o documentário “Making Apes: Os Artistas que Mudaram o Filme”.

Crédito da fotografia:

Indiegogo (https://igg.me/at/MakingApes)

Deixe sua opinião