Decisão judicial determina o afastamento de servidor comissionado da SAMAE de Brusque.

Em decisão tomada na última quinta-feira (28), a juíza Iolanda Volkmann deferiu a liminar que pedia o afastamento de Neuton Maurício Hoffmann, segundo a denúncia feita pelo Ministério Público, o mesmo cumpria função diferente da que foi especificada em sua nomeação.

Na portaria de nomeação de Neuton, assinada pelo diretor-presidente do Samae, Roberto Bolognini, consta o cargo comissionado de chefia dentro da autarquia. Porém, as investigações afirmam que o servidor exerceu pelo menos três funções diferentes daquela para qual foi nomeado.

Testemunhas confirmaram em depoimento as funções que o investigado cumpria dentro do Samae. Em seu depoimento, Neuton afirmou que procurou o diretor-presidente do Samae, e que ele havia prometido encaixá-lo na autarquia.

Após a publicação da decisão, os réus têm um prazo de 15 dias para apresentar uma manifestação por escrito, além de documentos e justificações. Com a liminar, o servidor precisará ser afastado do cargo.

Deixe sua opinião