Crítica de cinema -O Chamado 3

Uma terceira sequência da franquia de filmes de O Chamado dirigido por Gore Verbinski e O Chamado 2 dirigido por Hideo Nakata, contando este terceiro com a direção de F. Javier Gutiérrez, também remake de The Ringu, filme japonês lançado em 1998, dirigido por Hideo Nakata, nascido de uma lenda japonesa.
Filme composto por ótimas cenas, bem colocadas e editadas, uma boa continuação da história, contada de outro ponto de vista, porém marcando demais as faltas de susto que tanto os fãs de filmes do gênero gostam. Pecando no excesso de computação na famosa personagem do trama Samara, e deixando de lado a essência dos filmes de terror, O Chamado 3 não cativou seu público fiel.
Trabalhando em excelente publicidade prévia para o filme, produzindo uma série de vídeos e imagens 3D e reais, fez com que o público esperasse mais, e trazendo muita decepção. Com um final intrigante, porém decepcionante de que não irão parar com a história de Samara, e irão arrastar essa história até desgastar completamente a trama. Um filme bom, mas com poucos susto e perdendo sua essência de filme de terror.

Júlia Barreto.

Deixe sua opinião