Como preparar os jovens para os desafios do futuro e do mercado de trabalho

Palestra promovida pelo Núcleo das Instituições Educacionais da ACIBr com especialista em Educação, Max Haetinger, reuniu mais de mil estudantes que refletiram sobre o assunto. 

Com o tema “Jovem Empreendedor – as qualidades, competências e as possibilidades vocacionais no futuro”, mais de mil estudantes que cursam o nono ano do ensino fundamental, e as primeiras, segundas e terceiras séries do ensino médio, estiveram reunidos na manhã de sexta-feira, 18 de agosto, no evento organizado pelo Núcleo das Instituições Educacionais da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr). Realizada na Igreja do Calvário, a palestra foi ministrado pelo o professor doutor, especialista em Educação, Max Haetinger e proporcionou aos estudantes uma reflexão sobre o tema, sobre suas escolhas e preparo para o mercado de trabalho. Além disso, alunos de algumas escolas parceiras da Câmara de Educação da FIESC, também marcaram a presença no evento.

 

Preparo para o futuro

Segundo o especialista, o momento da decisão vocacional acontece muito cedo na vida dos jovens por isso a necessidade cada vez maior de discutir quais qualidades precisam ser desenvolvidas na escola, para que, quando entrarem na universidade, ou forem desenvolver seus ofícios, os estudantes estejam mais capacitados. Questões como inovação, aceitar as diversidades, utilizar ferramentas certas para a comunicação, trabalhar em rede, usar a tecnologia a seu favor, e ter criatividade, são, segundo Haetinger, alguns dos novos desafios, e estar preparado para enfrentá-los é essencial.

“Temos que fazer com que os jovens entendam os desafios da sociedade hoje, já que o mercado em que eles serão inseridos é muito mais dinâmico que o dos nossos pais, e requer deles uma formação muito maior. Ou seja: eles têm que ter conhecimento sobre mais coisas, de mais áreas, já que durante as suas carreiras eles irão passar por muitas experiências profissionais e não por uma só”, comentou.

Os desafios da economia, da vida cotidiana dos adolescentes e como os conhecimentos e experiências atuais podem fazer a diferença na vocação dos estudantes e em suas carreiras, foram outros aspectos abordados por Haetinger.

Além disso, para o especialista, o papel dos pais e professores é fundamental para fazer com que os jovens tenham mais contato com o mercado de trabalho, proporcionando a eles cada vez mais oportunidades de vivência, já que 52% dos jovens brasileiros que passam no vestibular, no primeiro ano trocam de curso – devido à falta de informação ou por seguirem algo que a família deseja. “Promover visitas técnicas em indústrias, empresas, e universidades, para que o jovem tenha mais contato e conhecimento sobre os ofícios, é fundamental nas escolas. Além do que, as famílias têm que compreender que não existe sucesso pré-estabelecido. Neste século o que faz um bom profissional é o talento e o esforço, já que as oportunidades estão em todas as carreiras, por isso é essencial que os pais apoiem as decisões dos filhos e compreendam seus talentos”, frisou.

Para o coordenador do Núcleo da ACIBr, Maicon Rodrigo Moresco, este foi mais um evento de sucesso promovido pelo grupo, que já está consolidado sempre no segundo semestre do ano, e que mexeu com os jovens presentes no encontro. “Estamos muito felizes, já que o professor Max promoveu essa reflexão, sobre as novas tendências, o que o mercado espera desses jovens, no que eles precisam se qualificar, as qualidades e competências deles para se desenvolver e se tornarem grandes empreendedores em suas profissões”, comentou.

 

Entusiasmo

Para a coordenadora pedagógica de ensino fundamental II, do Colégio Cônsul Carlos Renaux, Jaqueline Kuhn, a iniciativa em reunir alunos do ensino médio e do nono ano foi interessante, nesta fase que é de muitas dúvidas entre os jovens. “O tema é extremamente relevante, já que é neste período que os alunos começam a traçar suas metas, definir seus rumos. Tenho certeza que os alunos estão pensando muito sobre os questionamentos, que foram feitos de uma forma muito interativa e dinâmica”.

Entre os alunos, a avaliação também foi positiva. Igor Bruns Betinelli, estudante do nono ano do Sesi, acredita que com os conteúdos apresentados será mais fácil em optar pelas áreas que os jovens mais se identificam. “Os conteúdos foram muito bem explicados e a palestra nos incentivou a pensarmos em nossas profissões com criatividade, a fazer o que queremos e a não desistirmos quando estamos em dúvida. Valeu a pena ter participado”, declarou.

Miriam Vieira Costa, é aluna do terceiro ano do ensino médio da EEB João Hassmann e apesar de estar em dúvida ainda quanto ao curso que irá seguir após o colégio, já começou a se preparar para o futuro. Ela também é aluna do Curso de Vendas do Senac e acredita que está sendo uma grande oportunidade de conhecimento, independente da área que irá seguir. “Penso em cursar Engenharia Civil, mas estou gostando muito do curso e quem sabe vou para a área de vendas. Acredito que a palestra serviu de incentivo, para mostrar que não há receita pronta do que devemos fazer, mas sim que precisamos estar preparados para as nossas escolhas futuras, independe da área. Muitos jovens não têm esses ensinamentos, essa reflexão na escola, por isso esse momento foi fantástico”, acrescenta.

 

Famílias envolvidas

Na noite de quinta-feira, 17, o Núcleo também realizou a palestra “O desafio de ensinar e educar”.  Na oportunidade, além das escolas integrantes do Núcleo, o evento foi voltado para toda a rede municipal e estadual de ensino das escolas de Brusque, Guabiruba e Botuverá. “Tivemos no encontro todos os agentes envolvidos com a educação: pais, alunos, docentes, equipes gestoras, enfim, onde o professor Max conseguiu posicionar quais as alternativas que a família e a escola precisam desenvolver em conjunto para que possamos vencer os desafios e obter resultados melhores com os jovens. Tivemos uma grande participação e ficamos muito felizes em especial pelo número de pais que marcaram presença”, acrescentou Moresco. O evento foi realizado no auditório da Paróquia São Luiz Gonzaga.

 

Confira as instituições que fazem parte do Núcleo da ACIBr:

Assevim

Colégio Amplo

Colégio Cônsul Carlos Renaux

Colégio São Luiz

Cultura

Faculdade São Luiz

Senac  Brusque

Senai  Brusque

Sesc

Sesi

Unifebe

Deixe sua opinião