Comissão de Ética dispensa oitiva de vereadores acusados

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, criada para investigar denúncia formulada nos autos de ação penal em trâmite na Vara Criminal de Brusque contra a vereadora Marli Leandro (PT), o vereador Célio de Souza (PMDB) e o suplente Felipe Belotto Santos (PT), esteve reunida na tarde desta terça-feira, 21 de junho, no Plenário da Câmara.

Além do presidente da Comissão Edson Muller – Pipoca (PP), participaram do encontro o relator José Isaias Vechi (PT), e os membros Kito Maestri (PMDB) e Valmir Ludvig (PT). Claudemir Duarte – Tuta (PT) não esteve presente.

Durante a reunião, ficou definido que a documentação de defesa juntada aos autos é suficiente para que a Comissão dê o devido encaminhamento aos trabalhos. Tanto Vechi, como Kito e Valmir manifestaram-se satisfeitos com as informações prestadas pelos acusados e concordaram que as questões foram esclarecidas, não havendo necessidade de ouvir os vereadores.

Dessa forma, o presidente Edson Muller deu o prazo de cinco sessões ordinárias para que o relator José Isaias Vechi, apresente a conclusão dos trabalhos.

Vale observar, que por falta de provas, o MPSC já solicitou ao Judiciário o encerramento do procedimento investigatório criminal aberto no órgão.

Deixe sua opinião