Cicloturismo é tema de reunião sobre desenvolvimento turístico na região

Representantes dos municípios de Brusque, Guabiruba, Gaspar e Nova Trento estiveram reunidos na tarde de quarta-feira, 11 de outubro, no Sindilojas

 

A criação de um roteiro de Cicloturismo que integre os municípios de Brusque, Guabiruba, Gaspar, Botuverá e Nova Trento foi tema de reunião na tarde de quarta-feira, 11 de outubro, na sede do Sindilojas, em Brusque.

O presidente do Sindilojas – Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Brusque, Botuverá e Guabiruba, Marcelo Gevaerd, observa que a discussão em torno do turismo na região, teve início quando prefeitos e representantes de entidades, foram convidados para participar de um encontro na sede da Fecomércio, em Florianópolis. “Lá foi lançada a proposta de unir esses municípios para fomentar o turismo regional no Vale do Itajaí e hoje estivemos reunidos para falar sobre Cicloturismo. Daqui a alguns dias teremos uma nova reunião, onde vamos chamar os prefeitos para apresentar propostas a fim de viabilizar um projeto de Cicloturismo e esperamos que os gestores aceitem a ideia de que uma região é muito mais forte que uma cidade só”, declara Marcelo.

Norberto Mette, da Diretoria de Turismo de Gaspar, ressalta que o Cicloturismo é um setor que está em crescimento e que o desenvolvimento turístico deve acontecer de forma regional. “Percebemos com esse encontro que os municípios vêm trabalhando isoladamente e precisam realizar um trabalho integrado. Esse segmento de turismo requer uma ação regionalizada e essa reunião serviu para começar a discutir circuitos regionais. Vimos que há iniciativas de grupos em cada cidade e temos que reunir esse pessoal. A tendência é sempre cobrar do poder público a organização disso, mas não cabe só ao poder público. Ele tem sim que orientar, apoiar, estimular, proporcionar a estrutura básica necessária, mas o turismo é um negócio, que gera receita, empregos, gira a economia e é uma atividade tipicamente privada, por isso, devemos estimular os empreendedores a criar novos atrativos”, opina Norberto.

O gerente do SESC de Brusque, Edemar Alessio, também reforça a necessidade de trabalhar de forma integrada. “É evidente que os municípios devem ter o mesmo foco e que precisamos trabalhar juntos para fomentar o turismo regional e atrair mais pessoas adeptas do Cicloturismo. A riqueza da nossa região é incomparável e temos que aproveitar isso da melhor forma, cuidando sempre para que os projetos propostos atendam os pré requisitos da sustentabilidade”, observa Edemar.

O representante do Clube de Cicloturismo do Brasil e da ASSEPAVI – Associação de Ecoturismo, Preservação e Aventura do Vale do Itajaí, Ivo Leonardo Schmitz, manifestou-se satisfeito com a iniciativa. “Vejo como positivo esse encontro, porque esse projeto não está partindo somente do poder público. Tem o setor privado envolvido e entidades de classe, como o Sindilojas, usuários da bicicleta de diferentes cidades e por isso, esse projeto está começando com o pé direito, visando um desenvolvimento mais participativo para se alcançar sucesso num circuito regional, que evidencie os atrativos de cada cidade e atraia um público maior. A partir dessa reunião, vamos fazer uma análise técnica e identificar os recursos naturais e religiosos de cada cidade que podem ser incluídos no roteiro, para depois, iniciar uma segunda fase desse planejamento em prol do Cicloturismo na região”, considera Ivo Leonardo.

Participaram ainda do encontro, Andrei Muller, da Diretoria de Turismo de Guabiruba; Jussinei Sartori, do SESC; Mara Vieira Nass, do SENAC; Jonas Junckes e Valmor Vargas, da Diretoria de Turismo de Gaspar; João Fachini e Salvio Tonini, da Secretaria de Cultura e Turismo de Nova Trento; e Sidnei Demate, do Brusque Convention Bureau.

 

Foto: Reunião Cicloturismo

Crédito: Ana Roberta Venturelli

Deixe sua opinião