Cai o sexto ministro do governo Temer: Ministro da Articulação pediu demissão

Acusado de pressionado o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero para liberação de obra em Salvador, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, encaminhou carta de demissão por e-mail na manhã de hoje (25) ao presidente Michel Temer, que o aceitou. Geddel era responsável pela articulação política do governo federal com o Congresso Nacional. Desde maio, outros cinco ministros deixaram o governo federal: Romero Jucá (Planejamento), Fabiano Silveira (Transparência), Fábio Medina Osório (AGU), Henrique Eduardo Alves (Turismo) e Marcelo Calero (Cultura). Quarta-feira (23), em depoimento à Polícia Federal, Marcelo Calero disse que Temer o “enquadrou” para que encontrasse uma “saída” para desembargar a construção do condomínio La Vue, em Salvador, onde Geddel tem apartamento.

O depoimento vazou na imprensa e a crise se estabeleceu. Em sua carta de demissão, Geddel Vieira Lima escreveu: “Fiz minha mais profunda reflexão e fruto dela apresento aqui este meu pedido de exoneração do honroso cargo que com dedicação venho exercendo.

Retornado a Bahia, sigo como ardoroso torcedor do nosso governo, capitaneado por um Presidente sério, ético e afável no trato com todos, rogando que, sob seus contínuos esforços, tenhamos a cada dia um país melhor.

Aos Congressistas, o meu sincero agradecimento pelo apoio e colaboração que deram na aprovação de importantes medidas para o Brasil”.

Deixe sua opinião