BRDE viabiliza mais de R$ 1 bilhão em investimentos em SC em 2016

Destaque para operações de microcrédito, que vão injetar R$ 140 milhões na economia catarinense e beneficiar cerca de 12 mil empreendedores

Os financiamentos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) a empreendimentos catarinenses em 2016 viabilizaram mais de R$ 1 bilhão em investimentos no estado. Apesar do momento desfavorável da economia, o BRDE manteve a concessão de crédito de longo prazo no momento em que as instituições financeiras de varejo reduziram a oferta de financiamentos.

O banco manteve a liderança em repasses da Finep em todo o Brasil e também assumiu a primeira posição no ranking de operações indiretas do BNDES na Região Sul, com R$ 1,9 bilhão em repasses para os 3 estados do Sul. “Foi um ano de muitos desafios, mas conseguimos manter nossa capacidade de atender as demandas de financiamento para projetos de investimento no Estado e, principalmente, apoiar iniciativas do Governo do Estado, como o programa SC + Energia”, afirma o diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos, Neuto Fausto De Conto. No ano passado, o BRDE financiou cerca de R$ 60 milhões em projetos de geração de energias renováveis e de eficiência energética apenas em Santa Catarina.

Os investimentos em energias limpas e eficiência energética fazem parte de um programa do BRDE, o BRDE Produção e Consumo Sustentáveis (BRDE-PCS). Desde a criação do programa, em meados de 2015, a agência do BRDE em SC já financiou mais de R$ 122 milhões em projetos aderentes ao BRDE PCS, entre eles projetos de agricultura e pecuária sustentáveis.

Outro destaque do ano passado foi a injeção de R$ 140 milhões na economia catarinense por meio da assinatura de um contrato de microcrédito com a cooperativa de crédito Viacredi, filiada ao sistema Cecred. A expectativa é de que os recursos beneficiem mais de 12 mil empreendedores de micro e pequenos negócios urbanos e rurais de Santa Catarina. O diretor Financeiro do BRDE, Renato de Mello Vianna, explica que com a operação, o BRDE ampliou o atendimento às micro e pequenas empresas e é hoje um dos principais repassadores de recursos para microcrédito do BNDES.

Os municípios catarinenses receberam financiamentos de R$ 32,3 milhões por meio do programa BRDE Municípios. Foram beneficiados 20 municípios, que poderão melhorar sua infraestrutura rural e urbana, elevando a qualidade de vida para seus moradores.

O BRDE é um banco de fomento, controlado pelos três estados do Sul e que conta com autonomia financeira e administrativa. Tem um patrimônio líquido de R$ 2,4 bilhões e ativos totais no valor de R$ 15,5 bilhões (dados de junho de 2016).

Deixe sua opinião